arthur lira - pp - presidência - câmara
Arthur Lira (PP-AL) é o novo presidente da Câmara| Foto: Divulgação/PP

O deputado Arthur Lira (PP-AL) é o novo presidente da Câmara. O parlamentar venceu as eleições desta segunda-feira (1º) logo no primeiro turno da disputa, com 302 votos. Baleia Rossi (MDB-AL) ficou na segunda colocação, com 145 votos, e Fábio Ramalho (MDB-MG) foi o terceiro colocado, com 21 votos.

Em seu discurso após a vitória, Lira disse que falará com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), também eleito nesta segunda, para que as duas casas trabalhem junto em uma "pauta emergencial". Ele não especificou, entretanto, quais serão os projetos da pauta. "Não serei eu quem irei dizer. Seremos nós, todos nós", disse. Ele não mencionou o presidente Jair Bolsonaro em seu discurso, mesmo tendo sido eleito com a chancela do chefe do Executivo.

No pronunciamento que fez antes da eleição, Lira afirmou que a Câmara representa mais de 51 milhões de votos e que não existe um "trono" no comando da casa – ironia com seu antecessor, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que foi visto como centralizador. Lira prometeu fazer reuniões com as lideranças partidárias às quintas-feiras para definição da pauta da semana seguinte.

Lira venceu a eleição com o apoio de uma grande gama de alianças, que incluiu 11 partidos e o governo. Ele lançou a sua candidatura ainda no ano passado, em 9 de dezembro.

O alagoano presidirá a Câmara até 2023. Ele substituirá Maia na função, que comandava a casa desde 2016 e entrou em rota de colisão com Lira nas últimas semanas. Maia apoiou a candidatura de Baleia Rossi e tentou mobilizar diferentes partidos para marcharem ao lado do emedebista. Mas o agora ex-presidente da Câmara fracassou na empreitada e viu até mesmo o seu partido, o DEM, abandonar Rossi e votar em Lira.

As trocas de farpas entre Lira e Maia se repetiram até mesmo nesta segunda. O novo presidente da Câmara contestou a decisão de Maia de permitir a inclusão do PT no bloco de apoio a Rossi. O registro dos petistas foi feito às 12h06, seis minutos após o término do prazo estabelecido para o processo. O PT alega que não conseguiu consolidar seu apoio antes por problemas técnicos. A justificativa foi aceita por Maia e criticada por Lira e seus aliados.

Quem é Arthur Lira

O novo presidente da Câmara é deputado federal em terceiro mandato. Ele integra o PP desde 2009 e é o líder do partido na Câmara desde fevereiro de 2019. Lira é também o principal representante do chamado Centrão, grupo de parlamentares sem convicções ideológicas que costuma prestar seu apoio a diferentes governos.

O deputado já esteve na base de apoio dos governos de Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (MDB) e, agora, de Jair Bolsonaro. A aproximação entre Lira e o presidente da República se iniciou no primeiro semestre do ano passado e ganhou uma imagem pública quando os dois gravaram um vídeo juntos, em tom amistoso, no Palácio do Planalto.

Lira foi acusado pelo Ministério Público de integrar o chamado "quadrilhão do PP", grupo de integrantes do partido que comandaria um esquema de direcionamento de licitações e recepção de propinas na Petrobras. O caso dele aguarda julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF). O deputado também foi acusado de agressões pela sua ex-mulher. Ele nega as acusações.

14 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]