O presidente da República, Jair Bolsonaro.
Com a inclusão do nome do ex-presidente Lula, a vantagem de Bolsonaro para o segundo colocado cai, mas o atual presidente ainda lidera com folga as intenções de voto em Minas Gerais.| Foto: Evaristo Sá/AFP

Uma pesquisa realizada pelo Paraná Pesquisa com eleitores de Minas Gerais aponta que o presidente Jair Bolsonaro lidera a corrida presidencial de 2022 com ampla vantagem naquele Estado. Segundo o levantamento, feito com resposta estimulada, ou seja, com as opções para o entrevistado escolher, Bolsonaro aparece com 35,6% das intenções de voto, seguido por Sergio Moro (11%); Ciro Gomes (9,5%); Fernando Haddad (8,4%); Luciano Huck (7,6%); João Doria (4,7%); João Amoêdo (3,7%) e por último Guilherme Boulos (1,7%). Nulos e brancos aparece com 13,2%. Outros 4,5% dos entrevistados não souberam ou não responderam.

Com Lula na disputa, vantagem cai

Com a inclusão do nome do ex-presidente Lula, a vantagem de Bolsonaro para o segundo colocado cai, mas o atual presidente ainda lidera com folga as intenções de voto em Minas Gerais. Com o petista na disputa, Bolsonaro aparece com 34,8% das intenções de voto, seguido de longe por Lula (17,1%); Sergio Moro (10%); Ciro Gomes (7,3%); Luciano Huck (6,1%); João Doria (4,3%); João Amoêdo (3,6%) e Guilherme Boulos (1,5%).

Mineiros aprovam administração de Bolsonaro

Quando questionados se aprovam ou não a administração de Bolsonaro, a maioria dos entrevistados de Minas Gerais disse concordar com a atual gestão. Segundo o levantamento, 51,7% dos entrevistados aprovam a administração de Bolsonaro. Outros 43,8% desaprovam e 4,5% dos ouvidos não souberam ou não opinaram. Perguntados sobre como está sendo a atual administração, 39,5% dos entrevistados acham está ótima ou boa; 24,4% regular e 35,1% ruim ou péssima. 0,9% não soube responder ou não opinou.

Metodologia

A pesquisa ouviu 1638 eleitores, sendo esta estratificada segundo sexo, faixa etária, grau de escolaridade e nível econômico. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais telefônicas com eleitores com 16 anos ou mais em 86 municípios durante os dias 18 a 22 de fevereiro de 2021, sendo auditadas simultaneamente à sua realização, 20,0% das entrevistas. Tal amostra representativa do Estado de Minas Gerais atinge um nível de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,5% para os resultados gerais.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]