i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Questão de soberania

Por que Bolsonaro deu tanta ênfase à Amazônia em seu discurso na ONU

  • Brasília
  • 22/09/2020 16:55
Bolsonaro disse na ONU que o Brasil é vítima de uma campanha internacional de desinformação sobre a Amazônia.
Bolsonaro disse na ONU que o Brasil é vítima de uma campanha internacional de desinformação sobre a Amazônia.| Foto: Rick Bajornas/Handout/AFP

Como era esperado, o presidente Jair Bolsonaro usou parte do discurso exibido na abertura dos debates da 75ª Assembleia Geral da ONU para falar sobre a Amazônia e os esforços do governo brasileiro para preservar sua natureza. Bolsonaro disse que o Brasil é vítima de "uma brutal campanha de desinformação" na área ambiental motivada por interesses comerciais de outras nações. O país está sob pressão internacional por causa de episódios de desmatamento e queimadas na região amazônica e no Pantanal.

"A Amazônia brasileira é sabidamente riquíssima. Isso explica o apoio de instituições internacionais a essa campanha escorada em interesses escusos que se unem a associações brasileiras, aproveitadoras e impatrióticas, com o objetivo de prejudicar o governo e o próprio Brasil", discursou.

O presidente disse que o Brasil zela pelo seu meio ambiente. Afirmou que o país é líder em conservação de florestas tropicais e tem a matriz energética mais limpa do mundo. “Mesmos sendo uma das 10 maiores economias do mundo, somos responsáveis por 3% da emissão de carbono [no mundo]. Garantimos segurança alimentar a um sexto do mundo, mesmo usando apenas 27% do nosso território para agropecuária”, disse, citando que o agronegócio do Brasil tem uma produção capaz de alimentar 1 bilhão de pessoas no mundo.

Bolsonaro frisou que as queimadas no Pantanal e na Amazônia não são incomuns e "ocorrem praticamente nos mesmos lugares, no entorno da floresta”. O "índio e o caboclo", afirmou ele, costumam queimar áreas já desmatadas em busca de sobrevivência. O presidente garantiu que focos criminosos são contundentemente combatidos. O zelo com as florestas já havia sido foco do discurso de Bolsonaro na Assembleia Geral da ONU em 2019.

A preocupação do governo em demonstrar ao mundo que cuida da Amazônia tem raiz em um temor, motivado por teorias conspiratórias, de que nações estrangeiras possam questionar a soberania nacional sobre a região. Há ainda o fator da presença em peso dos militares no governo, sempre preocupados com a integridade do território nacional e a proteção das fronteiras, sobretudo na Amazônia.

Comunidade internacional questiona política ambiental do Brasil desde 2019

Desde o ano passado, as políticas de preservação ambiental têm criado embaraços para o governo federal no cenário internacional. Em agosto do ano passado, por exemplo, o então diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe), Ricardo Galvão, deixou o cargo após o presidente da República e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, questionarem os dados sobre queimadas na região amazônica. Bolsonaro alegou que Galvão estaria “a serviço de alguma ONG”, minimizando os alertas do instituto. Dados do Inpe apontam que o número de queimadas na Amazônia em 2019 foi 30% maior em comparação com 2018. Foram registrados 89.178 focos de incêndio durante o ano, ante 68.345 em 2018.

Já em 2020, o governo federal vem sendo obrigado a lidar com o aumento de 96% no número de focos de queimadas no Pantanal. Imagens divulgadas pelo Inpe no final de semana apontam que as fumaças na Amazônia e no Pantanal se estendem por aproximadamente 4 mil quilômetros. De acordo com o instituto, a fumaça já se espalhou para Peru, Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai. Porém, são cada vez maiores os indícios de que as queimadas não são acidentais.

Dentro do governo, a Amazônia tornou-se assunto central e alvo de divergências de duas alas distintas. A ala associada ao general da reserva Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), e ao ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, alega que há uma pressão internacional pelo controle da Amazônia e que as críticas ao governo brasileiro por sua política de preservação ambiental, na realidade, são tentativas de minar a soberania nacional na região.

Heleno e Araújo acreditam que a Europa e a Ásia, sob a justificativa de salvar a Amazônia, querem ter o controle do bioma brasileiro. “Não podemos admitir e incentivar que nações, entidades e personalidades estrangeiras, sem passado que lhes dê autoridade moral para nos criticar, tenham sucesso no seu objetivo principal, obviamente oculto, mas evidente aos não inocentes: prejudicar o Brasil e derrubar o governo Bolsonaro”, disse o general Augusto Heleno, durante audiência no Supremo Tribunal Federal (STF), na segunda-feira (21), sobre a política ambiental brasileira. Para o governo, essa busca pelo controle amazônico é liderado pela chanceler alemã Angela Merkel.

Uma ala mais pragmática ligada ao agronegócio e à ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, vem pressionando o Ministério do Meio Ambiente a dar respostas mais efetivas nas questões ambientais com receio de boicotes internacionais de produtos brasileiros.

O cientista político Antônio Testa, que ajudou o presidente a elaborar seu plano de governo e integrou a equipe de transição presidencial, reconhece que há uma pressão internacional pelo controle da Amazônia. Entretanto, para ele, o governo não pode ignorar o problema sob essa justificativa. “O governo não deveria negar que existem queimadas. De fato, houve aumento no desmatamento. Agora, há ações criminosas e o governo precisa mostrar o que está sendo feito para se preservar o meio ambiente”, analisa.

Em junho de 2019, o governo brasileiro anunciou como vitória a assinatura de um acordo comercial entre Mercosul e a União Europeia. A negociação durou 20 anos e, de acordo com o Ministério da Economia, essa parceria pode resultar em um incremento da ordem de R$ 336 bilhões no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em um período de 15 anos. Há uma preocupação do governo de que as informações sobre queimadas sejam utilizadas por países europeus como justificativa para cancelar esse acordo.

Em julho último, representantes de fundos de investimentos de Reino Unido, Suécia, Noruega, Holanda e Japão afirmaram ao vice-presidente que vão levar em consideração fatores como redução das taxas de desmatamento para medir o nível de comprometimento do país na área ambiental. O Palácio do Planalto teme que uma eventual deterioração da imagem internacional do país possa afugentar a administração destes fundos, que gerem aproximadamente US$ 4,1 trilhões (em torno de R$ 21,6 trilhões).

O que o governo fez de fato para proteger a Amazônia

A preservação da Amazônia e a soberania nacional vem sendo discutidos desde o processo de transição governamental, ainda no último trimestre de 2018. Na época, foi elaborado o programa Amazônia 4.0, um projeto de desenvolvimento sustentável que tinha como objetivo fomentar políticas públicas visando ao desenvolvimento integrado entre o meio ambiente e o agronegócio.

Com o tempo, o programa elaborado na fase de transição foi esquecido. Agora, dentro do governo, há um esforço concentrado para tentar mostrar ao mundo que as críticas não têm qualquer fundamento. O vice-presidente Hamilton Mourão foi designado por Bolsonaro para estar à frente do Conselho Nacional da Amazônia, atuando nas ações de gestão e enfrentamento ao desmatamento na região.

O Ministério da Defesa pretende implantar um sistema de satélite no valor de aproximadamente R$ 580 milhões, com recursos obtidos pela Operação Lava Jato, como estratégia de proteção da Amazônia. Além disso, o Ministério do Meio Ambiente criou nesta segunda-feira (21) uma secretaria específica para cuidar da Amazônia.

13 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 13 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    Antonio Carlos Matoso

    ± 13 horas

    Falar sobre soberania na Amazônia não é teoria da conspiração. O Presidente da França que já está ali do lado, na Guiana Francesa , já disse com todas as letras que quer uma soberania relativa para a Amazônia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Momento Fletor

    ± 24 horas

    Esse Bolsonaro é um Malaco.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • A

      alexsandro lima

      ± 3 horas

      Somente esqueceu de perder a eleição, ah esse Bolsonaro ....

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Decio mango

    ± 24 horas

    Por que os comunistas e aproveitarores e mentirosos de plantao so falam merdia...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • O

    Osvaldo Souza

    ± 24 horas

    Muito bom no discurso de Bulsonaro hoje. Os torcedores do caos estão desesperados. O Brasil vai para a frente sem esses falsos brasileiros.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Reaça

    ± 1 dias

    Depois do corte de verbas das ONGs oportunistas, que nada fizeram pela Amazônia, verbas que sustentavam as pencas de funcionários regiamente pagos e despesas com ativistas fazendo palestras mundo afora, o boicote era esperado. Alemanha e Holanda foram os países que mais criticaram o Bolsonaro, justamente os países que sustentavam as organizações que foram atingidas. As esquerdas tomaram para si o mesmo discurso. Alguma novidade?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JAMC

    ± 1 dias

    Ele realmente só prova o despreparo deste indivíduo, só justifica e coloca culpa nos outros , um perfeito perdedor !!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Austríaco-PR

    ± 1 dias

    Será uma luta constante para manter um freio na capacidade do Brasil. Para se ter uma ideia da loucura, a culpa pelos incêndios na amazônia são do Bolsonaro, já a incineração das florestas na Califórnia (governada por petista made USA) é culpa do aquecimento global....logo, culpa do Trump.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Daniel M

    ± 1 dias

    Me pergunto como a imprensa pode ser tão hipocrita? Não param de falar do clima e da Amazônia e vem com a maior cara de pau perguntar o porque do Bolsonaro dar ênfase ao assunto no discurso. Inacreditável a falsidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    carlos

    ± 1 dias

    O mundo todo já se convenceu de que bolsonaro é estúpido, incapaz e genocida.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • D

      DENNER JEFFERSON PETERLINI

      ± 24 horas

      Paulo Santos, acho que quem tem mais a explicar aqui é você. Pesquisei é não encontrei nada sobre o que disse (talvez tenha pesquisado da forma errada). Por favor compartilhe conosco a fonte de sua informação.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • S

      SERGIO RODRIGUES MARTINS

      ± 1 dias

      Com dói perder a boquinha!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • P

      Paulo Santos

      ± 1 dias

      Vamos lá Carlos, não permita que o desespero tome conta dessa cabecinha, embora seja essa a atitude mais "normal" em esquerdopatas. Conte-nos FATOS que provem que Bolsonaro mereça tais adjetivos, e justifique. Por exemplo, vc NÃO DEVE achar o Rato de Curitiba ladrão. Um fato apenas, entre centenas, foi ter patrocinado, ao deixar o governo, uma "LIMPEZA" em mais de 400 obras de arte pertencentes ao Palácio do Planalto, encaixotando-as e as colocando em caminhões da GRANERO. Se tiver dúvida pesquise. Sem apresentar FATOS vc só passa vergonha. Obras a quase um século, ele imaginou que lhe pertencia !!!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.