• 12/11/2020 23:01
Racismo

Frederick Wassef é acusado de injúria racial por funcionária de pizzaria

  • 12/11/2020 23:01
  • PorEstadão Conteúdo
    Wassef se torna réu
    Advogado Frederick Wassef, que defendeu o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no caso das ‘rachadinhas’.| Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

    O advogado Frederick Wassef, que defendeu o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no caso das 'rachadinhas', foi alvo de uma queixa por injúria racial. Segundo o boletim de ocorrência, Wassef teria chamado de 'macaca' uma funcionária da franquia Pizza Hut, em Brasília. O episódio teria ocorrido no último domingo (8).  Na noite dessa quinta (12) Wassef afirmou que foi vítima de 'denunciação caluniosa' e prestou queixa no 5º Distrito Policial do Distrito Federal. "São mentiras, isso é um crime de denunciação caluniosa e o Brasil foi induzido ao erro por tais mentiras", afirmou, em vídeo. À Polícia, a funcionária do Pizza Hut relatou que foi chamada de 'macaca' após Wassef reclamar que a pizza 'não estava boa'. Ele chegou a questionar se a funcionária havia comido a pizza, e funcionária respondeu que não. Wassef então teria dito em voz alta: "Você é uma macaca! Você come o que te derem!". A funcionária então diz a Wassef que ele 'não é melhor do que ninguém' e que foi o único cliente a reclamar da pizza. O advogado rebateu dizendo: "De onde eu venho, serviçais não falam com o cliente". O gerente do estabelecimento teria acompanhado o episódio e foi listado como testemunha.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.