• 25/09/2019 13:36
Sabatina na CCJ

Aras defende impessoalidade no MP para que vaidade profissional não leve a resultado injusto

  • 25/09/2019 13:36
  • PorFernanda Trisotto
  • Brasília
Aras defende impessoalidade no MP para que vaidade profissional não leve a resultado injusto
| Foto: EVARISTO SA/AFP

Os senadores questionaram Augusto Aras, durante sabatina na CCJ da casa, sobre o comportamento de procuradores nas redes sociais e como será a condução de pauta sobre reclamações de integrantes do Ministério Público no Conselho Nacional do Ministério Público. O postulante à PGR defendeu que é necessário que procuradores e juízes se manifestem apenas nos autos, porque as opiniões emitidas antes ou depois desse processo podem influenciar as ações.

"A impessoalidade mais do que nunca deve ser revelada no âmbito do MP porque quando emitimos uma opinião prévia, antes da elucidação dos fatos, estamos nos comprometendo, até por vaidade profissional, a um resultado que pode ser injusto", disse Aras, em referência ao que pode ser melhorado na operação Lava Jato.

Acesse aqui outras notícias sobre a sabatina de Aras na CCJ do Senado. Assista a sabatina de Augusto Aras.

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.