• 31/10/2020 10:34
Na mira da PF

Aras unifica e reabre inquéritos contra Rodrigo Maia sobre corrupção

  • 31/10/2020 10:34
  • Por Gazeta do Povo
  • Brasília
Rodrigo Maia criar comissão que pode afrouxar Lei da Lavagem de Dinheiro
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia| Foto: Lula Marques

A Procuradoria-Geral da República (PGR) unificou e reabriu duas investigações sobre supostos pagamentos da empreiteira OAS ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A medida vai de encontro de uma decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou a solicitação, em despacho na quinta-feira (28). O magistrado determinou o envio dos autos à Polícia Federal (PF) para a reabertura das investigações, em caso que tramita sob sigilo, aponta o O Globo. Um dos inquéritos se baseia em trocas de mensagens entre o demista e Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora. A PF concluiu a investigação em 2017 e apontou a existência de indícios do crime de corrupção passiva envolvendo Maia. Ele foi acusado de beneficiar a OAS em uma Medida Provisória em troca do recebimento de doações eleitorais. Um segundo inquérito investiga supostos repasses de caixa dois da empresa a Maia, com base na delação premiada de funcionários do setor de contabilidade paralela da empreiteira. Ambos foram arquivados na gestão de Raquel Dodge, ex-titular da PGR.

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.