• 25/09/2019 12:08
Sabatina na CCJ

Augusto Aras diz que indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada dos EUA não é nepotismo

  • 25/09/2019 12:08
  • PorFernanda Trisotto
  • Brasília
Augusto Aras, indicado para o cargo de procurador-geral da República, passa por sabatina
Augusto Aras, indicado para o cargo de procurador-geral da República, passa por sabatina| Foto: Pedro França/Agência Senado

Na avaliação de Augusto Aras, que está sendo sabatinado nesta quarta-feira (25) na CCJ do Senado para o cargo de Procurador-Geral da República (PGR), a possível indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a função de embaixador brasileiro nos Estados Unidos não configuraria nepotismo. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) já “anunciou” que pretende indicar o filho, mas não oficializou o movimento porque não quer submetê-lo a um fracasso e porque há divergências entre consultores legislativos sobre a legalidade da indicação.

"A súmula que disciplina o nepotismo não a estende a agentes políticos. Em todos os estados e municípios, há filhos e parentes de primeiro e segundo grau ocupando cargo de secretaria de Estado, secretaria de município sem que isso atinja nenhum valor constitucional", declarou o indicado à PGR. Reforçando o que disse anteriormente sobre a independência dos poderes, Aras ainda declarou que caberá ao Senado decidir o que pensa sobre o assunto e que essa decisão será respeitada.

Acesse aqui outras notícias sobre a sabatina de Aras na CCJ do Senado. Assista a sabatina de Augusto Aras.

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.