• 02/12/2020 14:43
Fretadores

Bolsonaro promete rever decreto que restringe aplicativos de ônibus

  • 02/12/2020 14:43
  • PorEstadão Conteúdo
    O presidente Jair Bolsonaro
    O presidente Jair Bolsonaro.| Foto: Marcos Corrêa/PR

    Uma comitiva formada por proprietários de pequenas e médias empresas de ônibus que oferecem fretamento colaborativo de viagens foi recebida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta quarta (2). No encontro, o presidente prometeu analisar a revogação do decreto 2521/1998 que determina o chamado "circuito fechado" (venda de viagens de ida e volta obrigatória para o mesmo grupo de passageiros no fretamento).

    Atualmente a Buser, empresa de aplicativo de transporte rodoviário, está impedida de operar no Sul do país. No entanto, uma movimentação da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) para a regulamentação do fretamento intermunicipal no estado deixou o setor em alerta e eles começaram a se movimentar. "Se o decreto estiver irregular eu revogo hoje ainda", disse o presidente.

    Enquanto conversava, Bolsonaro fez uma chamada de vídeo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e ao colocá-lo em contato com os líderes da manifestação, afirmou que precisavam estar perfeitamente sintonizados para tomar a decisão.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.