• 23/07/2020 13:23
Falta de transparência

Bolsonaro prometeu transparência, mas omite nomes de visitantes do Alvorada

  • 23/07/2020 13:23
    • Estadão Conteúdo
    Presidente Jair Bolsonaro cumpre quarentena no Palácio da Alvorada, em Brasília, por causa da Covid-19.
    Presidente Jair Bolsonaro cumpre quarentena no Palácio da Alvorada, em Brasília, por causa da Covid-19.| Foto: Evaristo Sá/ AFP

    O governo tem se recusado a informar com quem Bolsonaro se reúne no Palácio da Alvorada. Desde o ano passado, ao menos oito pedidos feitos pela Câmara para saber se houve acesso de lobistas à residência oficial foram negados pela Presidência sob o argumento de que informar quem entra e quem sai do local pode pôr em risco a segurança de Bolsonaro e sua família. A divulgação dos compromissos das autoridades está prevista em lei, mas o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) se vale de pareceres da Controladoria-Geral da União (CGU) para justificar as negativas e manter os encontros secretos. Em janeiro de 2019, Bolsonaro prometeu transparência total: "Transparência acima de tudo. Todos os nossos atos terão que ser abertos para o público. E o que aconteceu no passado também. Não podemos admitir qualquer cláusula de confidencialidade pretérita. Esses atos e ações tornar-se-ão públicos", afirmou.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.