• 28/10/2020 15:56
Vacina contra Covid-19

Butantã diz que Anvisa demora na liberação de insumos para produção de vacina

  • 28/10/2020 15:56
  • PorGazeta do Povo
    Os testes da vacina experimental contra Covid-19 da companhia chinesa Sinovac Biotech estão sendo feitos no Brasil em parceria com o Instituto Butantã
    Os testes da vacina experimental contra Covid-19 da companhia chinesa Sinovac Biotech estão sendo feitos no Brasil em parceria com o Instituto Butantã| Foto: Governo de São Paulo / AFP

    O diretor do Instituto Butantã, Dimas Covas, declarou nesta quarta-feira (28) que a demora na liberação para importação de insumos pode impactar na produção nacional da Coronavac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac, em parceria com o Butantã. Segundo o diretor, a solicitação aguarda aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde 23 de setembro e o resultado deve sair até 5 de novembro.

    "Desde quando nós iniciamos todo esse processo da vacina, obviamente que cada dia conta. E a nossa previsão era para iniciar a produção da vacina na segunda quinzena de outubro", destacou, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes. Covas afirmou ainda que o atraso na autorização afeta a produção da vacina. "Cada dia que nós aguardamos essa autorização significa um dia a menos de vacina", completou.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.