• 13/11/2020 14:57
Vacina contra Covid-19

Butantan e Anvisa voltam a divergir por vacina em audiência no Congresso

  • 13/11/2020 14:57
  • PorEstadão Conteúdo
    STF deu 48 horas para a Anvisa explicar critérios parga suspensão dos testes clínicos com a vacina para Covid-19 Coronovac.
    Anvisa liberou retomada de testes com a CoronaVac| Foto: Divulgação/Instituto Butantan

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Instituto Butantan voltaram a divergir sobre o acerto ou não de interromper testes da vacina contra Covid-19 Coronavac, imunizante desenvolvido pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o laboratório paulista, durante audiência realizada no Congresso nesta sexta-feira (13).

    O diretor do Butantan, Dimas Covas, disse que a "politização" sobre este e outros episódios que envolvem a imunização cria clima contrário às vacinações. "Vivemos tempos excepcionais, de urgência e calamidade. Nada melhor do que o bom senso em favor da vida", disse. Por outro lado, o presidente da Anvisa, contra-almirante Antonio Barra Torres, afirmou que a interrupção dos estudos foi "técnica" e defendeu a autonomia e isenção do órgão. "Interferência política na agência, são duas palavras: não há."

    A agência anunciou a suspensão na noite de segunda (9) e o retorno dos testes na tarde de quarta (11) após análise de um "evento adverso grave inesperado". O governo paulista negou relação do caso com a vacinação.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.