• 15/10/2019 17:01
  • Atualizado em 15/10/2019 às 17:56
Assista ao vídeo

Francischini e Maria do Rosário batem boca na CCJ da Câmara: “você é chata!”

  • 15/10/2019 17:01
  • Atualizado em 15/10/2019 às 17:56
  • PorKelli Kadanus
  • Brasília
Maria do Rosário
Deputada Maria do Rosário e presidente da CCJ, Felipe Francischini, batem boca| Foto: Ascom/Maria do Rosario

A sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara foi marcada por um bate-boca (assista aqui) entre os deputados Felipe Francischini (PLS-PR), presidente do colegiado, e a deputada Maria do Rosário (PT-RS), na tarde desta terça-feira (15). Pouco antes de a sessão ser suspensa por causa do início da ordem do dia no plenário da Câmara, os deputados começaram uma discussão. A confusão começou quando Francischini explicava porque havia desconsiderado um requerimento do PT para retirada de pauta da PEC sobre prisão após segunda instância.

O presidente da CCJ reclamou que as deputadas Maria do Rosário (PT-RS), Erika Kokay (PT-DF) e Talíria Petrone (PSOL-RJ) estavam, segundo ele, gritando. "Se vocês gritam eu não entendo o que vocês falam. Parece que estão matando um bezerro. Parem, pelo amor de Deus", disse Francischini. Maria do Rosário acusou o presidente da CCJ de machismo. "Sério, deputada, você é chata demais, deputada. Tudo é machismo", respondeu Francischini.

"Vossa Excelência aprendeu de forma tão ruim com o canalha que está na presidência da República. Vossa Excelência aprendeu com aqueles que batem em professores", rebateu a petista, em referência à batalha do dia 29 de abril de 2015, em que professores e policiais militares do Paraná entraram em confronto. Na época, o pai de Francischini era o secretário estadual de Segurança Pública. Maria do Rosário ainda afirmou que pretende denunciar Francischini no Conselho de Ética da Câmara.

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.