• 19/10/2020 22:49
Abin

Deputado do Psol pede investigação contra Heleno por monitoramento na COP-25

  • 19/10/2020 22:49
  • PorEstadão Conteúdo
    General Augusto Heleno admitiu que a Agência Brasileira de Inteligência monitorou participantes do evento.
    General Augusto Heleno admitiu que a Agência Brasileira de Inteligência monitorou participantes do evento.| Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

    O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) entrou com uma representação na Comissão de Ética da Presidência pedindo a abertura de um procedimento disciplinar para apurar se o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, cometeu crime ao enviar servidores da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para monitorar ambientalistas na Conferência do Clima das Nações Unidas (COP-25), realizada em dezembro do ano passado, em Madri, na Espanha. No documento, o parlamentar sustenta que Heleno violou o princípio da moralidade e cometeu improbidade administrativa, abuso de autoridade, desvio de finalidade e prevaricação. "O uso da espionagem para intimidar e perseguir aqueles que exercem sua liberdade de manifestação e opinião para divergir da visão dos membros do Governo sobre a política ambiental é extremamente grave e fere todos os padrões éticos de comportamento que poderia se esperar de um gestor público", diz um trecho do pedido.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.