• 07/10/2020 22:29
Acordo UE-Mercosul

Economia diz que decisão de eurodeputados é “manifestação de cunho político”

  • 07/10/2020 22:29
    • Estadão Conteúdo
    Ministério da Economia
    Fachada do Ministério da economia na Esplanada dos Ministérios| Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

    O governo brasileiro reagiu à decisão do Parlamento Europeu de aprovar de forma simbólica uma resolução rejeitando o acordo entre União Europeia e Mercosul e a classificou de "manifestação de cunho político", sem efeitos reais sobre o processo legal de apreciação do tratado. Em nota divulgada pelo Ministério da Economia, o governo disse "acompanhar com atenção" a manifestação dos eurodeputados durante a aprovação do relatório de 2018 sobre a implementação da política comercial. A resolução manifesta oposição ao acordo e "extrema preocupação com a política ambiental de Jair Bolsonaro". Para a pasta de Paulo Guedes, "trata-se de manifestação de cunho político que, no entanto, ainda não se constitui como etapa do processo legal de apreciação parlamentar desse tratado". O acordo entre os blocos foi fechado em junho de 2019 após vinte anos de negociações. O Ministério ainda reafirmou que o acordo "não representa qualquer ameaça ao meio ambiente, à saúde humana ou aos direitos sociais" e que equipes técnicas do Mercosul e da Comissão Europeia estão dedicadas ao seu encaminhamento.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.