• 05/03/2020 20:33
Crise na segurança

Ex-deputado que liderou motim no Ceará se entrega à Justiça e prisão é revogada

  • 05/03/2020 20:33
    • Estadão Conteúdo
    Policiais do Ceará, encapuzados e sem farda, protestaram por melhores salários.
    Policiais do Ceará, encapuzados e sem farda, protestaram por melhores salários.| Foto: João Dijorge/Photopress/Estadão Conteúdo

    O ex-deputado federal Cabo Sabino (Avante-CE) se entregou à Justiça e teve a prisão revogada pela comarca de Fortaleza da Auditoria Militar do Ceará. O ex-parlamentar responde a processo sigiloso pelo crime de revolta, conspiração, incitamento e aliciamento após ter liderado o grupo de policiais amotinados e foi considerado foragido pelo governo do Estado. Em nova decisão proferida após audiência de custódia com Sabino no fim da tarde desta quinta-feira (5) o juiz Roberto Bulcão determinou a revogação do pedido de prisão preventiva visto que a "situação fática atual foi modificada", referindo-se ao fim do movimento dos amotinados, acordado no último domingo (1º). "A apresentação espontânea indica a disposição do autuado em se submeter aos atos do eventual processo penal", escreveu o magistrado. Em troca, Cabo Sabino foi proibido de acessar e ter frequência em qualquer unidade militar do Ceará, incluindo batalhões da PM e do Corpo de Bombeiros. A decisão de Bulcão volta atrás em sua própria manifestação, na qual cobrava a prisão preventiva do ex-deputado por considerar que seu papel no motim "não se resumiu ao chamamento para a paralisação, mas também a atos típicos de terrorismo praticados por grupos armados sem chancela estatal'.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.