• 02/12/2020 10:30
PGR

MPF no Amazonas ganha Gaeco para investigar casos de corrupção e crime organizado

  • 02/12/2020 10:30
  • Brasília
Procurador-geral da República, Augusto Aras, entrou com ação no STF para acabar com a aposentadoria especial de ex-governadores
Aras designou seis procuradores da República para integrar o Gaeco no Amazonas| Foto: Evaristo Sá/AFP

O procurador-geral da República, Augusto Aras, designou, nesta terça-feira (1), seis procuradores da República para integrar o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Federal no Amazonas (Gaeco/AM). Esse é o quarto estado onde o MPF conta com o Gaeco para investigar crimes de corrupção e crime organizado. O primeiro foi criado em janeiro deste ano em Minas Gerais. Ao longo do ano, foram oficializadas as estruturas nos estados da Paraíba e do Paraná. A possibilidade da criação de estrutura permanente de investigação voltada para o combate à corrupção e ao crime organizado existe desde 2013, quando o Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) aprovou a Resolução 146.

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.