• 24/11/2020 11:17
Minas Gerais

Juízes são alvos de operação da PF por propinas em processos de falência

  • 24/11/2020 11:17
  • PorEstadão Conteúdo
    PF fecha o cerco contra o PCC
    PF faz operação contra juízes| Foto: Arquivo/Polícia Federal

    A Polícia Federal em Minas deflagrou nesta terça-feira (24) uma operação que investiga crimes de peculato, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa envolvendo dois juízes que atuavam na 3ª Vara Cível de Sete Lagoas. A investiga apura ainda a participação de advogados, administradores judiciais de falência, um servidor da Justiça e empresários. Os magistrados estão sob suspeita de terem utilizado processos de falência para obtenção de propinas.

    Agentes cumprem 26 mandados de busca e apreensão em residências, empresas e escritórios de advocacia nas cidades mineiras. Segundo a PF, o nome da ofensiva, "inquidade", faz referência às condutas ilícitas investigadas - "que se traduzem em atos iníquos, contrários à Justiça, à equidade e a um julgamento justo".

    A PF indicou ainda que um dos magistrados sob suspeita teria ainda cooptado, com o auxílio de uma advogada e um ex-assessor, diversos empresários, que financiavam e adquiriam créditos falimentares (relacionados aos processos de falência), obtendo grandes somas com essas transações.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.