• 15/07/2020 13:54
Mais 5 dias

Justiça prorroga prisão de empresários em operação contra MBL

  • 15/07/2020 13:54
  • PorEstadão Conteúdo
    Entenda a operação do MP que ligou o MBL a supostos crimes financeiros
    Logotipo do MBL| Foto: Divulgação

    A Justiça de São Paulo prorrogou por mais cinco dias a prisão temporária dos empresários Alessander Mônaco Ferreira e Carlos Augusto de Moraes Afonso, vulgo Luciano Ayan, ligados ao Movimento Brasil Livre (MBL). Ambos foram presos na sexta-feira (10) na Operação Juno Moneta, que mira em suposta sonegação fiscal de mais de R$ 400 milhões e suposta lavagem de dinheiro por meio do Google e do Superchat do Youtube. A apuração conduzida pelo Ministério Público de São Paulo com apoio da Receita Federal e da Polícia Civil detectou mais de 20 firmas que teriam sido constituídas pelos fundadores do Movimento Renovação Liberal (MRL), associação privada relacionada ao MBL. O advogado José Roberto Côelho Akutsu, defensor de Alessander Mônaco, disse que a defesa teve acesso ao autos na terça (14) e que "é uma posição que a gente nunca viu em nenhum caso que a gente atuou". O MBL afirmou que ambos jamais fizeram parte do movimento.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

      Fim dos comentários.