• 04/03/2020 11:36
Lavagem de dinheiro

Justiça quebra sigilo e sequestra R$ 2 milhões de acusados de matar Marielle

  • 04/03/2020 11:36
  • PorEstadão Conteúdo
    Ronnie Lessa e Elcio Queiroz, acusados pelo assassinato de Marielle Franco.
    Ronnie Lessa e Elcio Queiroz, acusados pelo assassinato de Marielle Franco.| Foto: Reprodução/TV Globo

    A Justiça autorizou a quebra do sigilo fiscal e bancário do policial militar reformado Ronnie Lessa e do ex-PM Élcio Vieira de Queiroz, acusados pela morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Segundo a Polícia Civil, a medida tem como objetivo apurar suposta lavagem de dinheiro do dois. Também foi determinado o sequestro de R$ 2 milhões em bens e bloqueio de contas da dupla, incluindo uma lancha avaliada em cerca de R$ 400 mil e um imóvel em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, avaliado em R$ 1,2 milhão. A quebra do sigilo também vale para Alexandre Motta Souza, amigo de Ronnie Lessa.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.