• 14/05/2020 22:57
Reunião ministerial

Inquérito no STF: PGR se manifesta por divulgação parcial de vídeo

  • 14/05/2020 22:57
    • Gazeta do Povo
    O procurador-geral da República, Augusto Aras
    O procurador-geral da República, Augusto Aras| Foto: Roberto Jayme/TSE

    O procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou ao STF manifestação contrária à divulgação na íntegra do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, citado pelo ex-ministro Sergio Moro como indício da tentativa de interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal. Aras alegou possível uso eleitoral da gravação. De acordo com o portal UOL, o PGR defendeu que seja levantado o sigilo apenas dos trechos relacionados ao inquérito. "A divulgação integral do conteúdo o converteria, de instrumento técnico e legal de busca da reconstrução histórica de fatos, em arsenal de uso político, pré-eleitoral (2022), de instabilidade pública e de proliferação de querelas e de pretexto para investigações genéricas", escreveu o procurador-geral ao avaliar como especulativo o interesse no material completo. Em manifestação enviada a Celso de Mello, a defesa do ex-ministro Sergio Moro pede a divulgação completa da mídia. A Advocacia-Geral da União também pediu o fim do sigilo apenas sobre as declarações do presidente.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.