• 02/07/2020 18:25
Rival do Twitter

Família Bolsonaro adere ao Parler, rede social da direita global “sem censura”

  • 02/07/2020 18:25
    • Estadão Conteúdo
    Filho “01” do presidente Jair Bolsonaro estreou sua página no Parler na última quarta-feira (1º)
    Filho “01” do presidente Jair Bolsonaro estreou sua página no Parler na última quarta-feira (1º)| Foto: Reprodução

    A família Bolsonaro e seus seguidores são o mais novo grupo da direita global a aderir ao Parler, rede social criada em 2018 que funciona de modo quase idêntico ao Twitter. A página inicial do Parler diz que a rede é “imparcial” e com conteúdo moderado com base na Comissão Federal de Comunicações dos EUA e na Suprema Corte daquele país, “o que permite a liberdade de expressão sem violência e a ausência de censura”. O presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) já estão cadastrados. “Siga-me no Parler! A rede social que tem como prioridade a liberdade de expressão!”, publicou Flávio em sua conta do Twitter na quarta-feira (1º).

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.