• 14/09/2020 17:11
Doações da Odebrecht

PF conclui inquérito contra Renan Calheiros: indícios suficientes” de caixa 2

  • 14/09/2020 17:11
    • Estadão Conteúdo
    PF conclui inquérito contra Renan Calheiros
    O senador Renan Calheiros| Foto: Agência Senado

    A Polícia Federal concluiu uma das investigações contra senador Renan Calheiros e afirmou que há "indícios suficientes" de que o parlamentar cometeu crime de caixa 2 ao receber e omitir de suas prestações de contas eleitorais doações de R$ 500 mil feitas pela Odebrecht em 2010 através de seu Setor de Operações Estruturadas. O relatório do inquérito, datado do último dia 18 de agosto, foi encaminhado ao Supremo Tribunal Federal pela delegada Rejane Marlise Nowicki e imputa a Renan crime de falsidade ideológica eleitoral. O inquérito que foi concluído pela PF foi aberto em 2017 a pedido da PGR e por ordem do ministro Edson Fachin. A investigação teve como base delação de executivos da Odebrecht que tratavam sobre o suposto pagamento de propinas a Fernando Bezerra Coelho, Renan Calheiros e Renan Filho, além de outros servidores públicos da administração estadual de Alagoas. Em nota, a defesa do senador afirma que “É importante lembrar que dois terços das investigações contra o Senador Renan já foram arquivadas. A defesa tem por certo que a história novamente se repetirá. Todas as doações foram devidamente declaradas e subsequentemente aprovadas pelo tribunal. Delações irresponsáveis, com base em elementos de corroborações frágeis e desconexos, só desacreditam as investigações realizadas pela Polícia Federal e expõem indevidamente o nome do Senador”.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.