• 12/04/2020 17:30
Em São Paulo

Juíza determina prisão preventiva de pessoas flagradas com 15 mil testes de coronavírus

  • 12/04/2020 17:30
  • PorEstadão Conteúdo
    Testes para detecção do novo coronavírus.
    Testes para detecção do novo coronavírus.| Foto: Divulgação/Sesa

    A juíza de plantão Érika Fernandes Fortes impôs prisão preventiva – por tempo indeterminado – aos 14 flagrados com 15 mil testes de coronavírus, além de quase 2 milhões de equipamentos de prevenção, em operação da Polícia Civil de São Paulo. Eles negociavam todos os itens por R$ 3 milhões. Disfarçado de empresário, um delegado foi responsável pelas tratativas que atraíram os investigados para a ação policial. Um dos presos, Marcos Zheng, é o proprietário do imóvel onde a carga roubada de uma importadora, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, foi encontrada. Ele é apontado como líder da quadrilha pelos investigadores. Segundo a magistrada, Zheng "é responsável por diversas negociações e intermediações de negócios entre a Secretaria Estadual de São Paulo, o Governo Estadual e a China, incluindo a conexão entre São Paulo e empresas de Wuhan, cidade chinesa onde o coronavírus teve início".

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.