• 28/10/2020 18:53
Abertura de inquérito

Parlamentares acionam MPF por reunião de GSI e Abin com defesa de Flávio Bolsonaro

  • 28/10/2020 18:53
  • PorEstadão Conteúdo
    Senador Flávio Bolsonaro
    Senador Flávio Bolsonaro| Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

    O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ) acionaram o Ministério Público Federal (MPF) contra o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, e o diretor da Agência Brasileira de Investigação, Alexandre Ramagem. Os parlamentares pedem a abertura de inquérito para apurar supostos crimes de advocacia administrativa, improbidade e abuso de autoridade derivados da participação dos ministros em reunião com a defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos), investigado por suposto esquema de 'rachadinha'. O encontro fora da agenda foi revelado pela revista Época. "O Presidente da República, ao invés de se valer dos meios ordinários para apurar as supostas ilegalidades praticadas por servidores públicos, acometeu ao Senhor Alexandre Ramagem, diretor da Agência Brasileira de Inteligência - que não possui atribuições de polícia investigativa - a missão de encontrar os elementos que pudessem sustentar a tese relatada pela defesa do senador Flávio Bolsonaro", afirmam Randolfe e Molon. "A mesma 'missão' foi atribuída pelo Presidente da República ao Ministro da GSI, como ação necessária à 'garantia da segurança da família presidencial', quando, em verdade, a atribuição pode ser considerada desvio de finalidade, em que a estrutura da máquina pública é utilizada para atender a interesses privas e meramente políticos do Senhor Jair Bolsonaro e de seus familiares", continuam.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.