• 02/12/2020 08:11
Ex-ministro da Justiça

“Segue a linha do que eu sempre defendi”, diz Moro sobre trabalho em consultoria

  • 02/12/2020 08:11
  • PorEstadão Conteúdo
    Moro-Corrupção
    Sergio Moro é ex-juiz da Lava Jato| Foto: CARL DE SOUZA/AFP or licensors

    O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro afirmou que sua migração para a iniciativa privada não o afasta da agenda anticorrupção. Recém-contratado como sócio-diretor da consultoria de gestão de empresas Alvarez & Marsal, Moro disse ainda que uma cláusula proíbe expressamente a atuação em qualquer caso que envolva empresas cujos processos tenham passado por ele nos tempos de magistratura. "Tanto eu quanto a A&M concordamos expressamente com essa cláusula. Nós estamos aqui para fazer a coisa correta, não o contrário. E o setor que atende essas empresas da Lava Jato é outro setor que não aquele em que eu vou trabalhar", disse.

    Na consultoria, Moro vai atuar na área de "Disputas e Investigações". O foco do trabalho será ajudar empresas no desenvolvimento de políticas antifraude e anticorrupção, governança de integridade e conformidade e políticas de compliance. "A corrupção envolve quem paga e quem recebe. Tem de trabalhar dos dois lados", disse Moro. A consultoria atua na recuperação judicial da Odebrecht - empreiteira que fechou acordo de leniência com a força-tarefa de Curitiba e teve dezenas de executivos que fizeram delação premiada, entre eles Marcelo Odebrecht, que foi condenado por Moro.

    "As empresas não precisam esperar o Congresso ou o governo para dizer o que precisa ser feito. A minha ida para uma empresa como a Alvarez & Marsal segue a linha do que eu sempre defendi, que é importante nós adotarmos políticas de integridade e anticorrupção. Não há nenhum demérito em relação a se trabalhar por esses objetivos no setor público", disse Moro.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.