• 26/01/2021 20:40
Saúde

TCU cobra explicações de Pazuello sobre distribuição de cloroquina e aplicativo

  • 26/01/2021 20:40
  • PorEstadão Conteúdo
    TCU deu prazo de 5 dias para o Ministério da Saúde prestar informações sobre o uso de recursos do SUS para a distribuição de cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19.
    TCU deu prazo de 5 dias para o Ministério da Saúde prestar informações sobre o uso de recursos do SUS para a distribuição de cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19.| Foto: Isac Nóbrega/PR

    O Ministério da Saúde tem cinco dias para prestar informações ao Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o uso de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) na distribuição de cloroquina e hidroxicloroquina para tratar pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. A ordem partiu do ministro Benjamin Zymler na última sexta-feira (22), depois que uma auditoria feita pela área técnica do tribunal apontou ilegalidade no custeio dos remédios sem eficácia comprovada para uso contra a Covid-19.

    No despacho, o ministro do TCU afirma que os remédios só poderiam ter sido fornecidos pelo SUS para tratar a doença se houvesse autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ou de autoridades sanitárias estrangeiras. "Verifica-se não haver amparo legal para a utilização de recursos do SUS para o fornecimento desses medicamentos com essa finalidade", diz um trecho do ofício. O ministro do TCU também pediu explicações sobre o aplicativo TrateCOV, lançado pelo governo federal para agilizar o diagnóstico da Covid-19. O tribunal quer a indicação dos responsáveis pela plataforma, a descrição do funcionamento, a 'base médico-científica' para uso e se está prevista sua reativação.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.