Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Um novo estudo feito pelo Ministério da Saúde do Chile atualizou os dados da eficácia da CoronaVac. De acordo com os novos resultados, o imunizante da chinesa Sinovac tem eficácia de 86% para prevenir morte por Covid-19. Entenda os impactos da atualização desses estudo chileno em um minuto.

Estudo chileno atualiza porcentagem de eficácia da Coronavac

O estudo é uma atualização de uma pesquisa já realizada no começo do ano. Nessa nova versão, foram acompanhadas mais de 10 milhões de chilenos que receberam as duas doses da CoronaVac entre os dias 2 de fevereiro e primeiro de maio.

O que se constatou é que a vacina foi altamente eficaz na prevenção de casos graves da doença. Além dos 86% de prevenção de mortes, também foi identificado um índice de 90,3% de prevenção a internações em UTI e de 87% de hospitalizações.

A única queda em relação aos dados anteriores foi de prevenção de casos sintomáticos, que foi de 67% no estudo anterior para 65,3%. Ainda assim, superior aos 50,38% apontados no Brasil em janeiro.

Segundo os pesquisadores, os números são super confiáveis e positivos. Mais importante ainda, é que a vacina segue com um desempenho considerado adequado mesmo com as variantes do coronavírus em circulação. 

O Chile comandou a pesquisa porque a CoronaVac é a vacina mais usada no país, com cerca de 83% das aplicações feitas até o começo de maio.

Agora, o Ministério da Saúde chileno espera que a vacina seja aprovada pela OMS em breve.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]