Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Lula, Bolsonaro e Moro são os pré-candidatos melhores posicionados na pesquisa eleitoral realizada pela consultoria Quaest e genial Investimentos
Lula, Bolsonaro e Moro são os pré-candidatos melhores posicionados na pesquisa eleitoral realizada pela consultoria Quaest e genial Investimentos| Foto: Lula Marques/PT; Alan Santos/PR; Saulo Rolim/Podemos

Novo levantamento da Genial/Quaest, publicado nesta quarta-feira (8), indica que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continua liderando as pesquisas eleitorais para presidente da República, faltando ainda dez meses para as eleições de 2022. O petista aparecia com 46% das intenções de voto. O presidente Jair Bolsonaro (PL), com 23% da preferência dos entrevistados, estava em segundo. O ex-ministro da Justiça Sergio Moro (Podemos), se posicionou em terceiro, com 10%. Nos cenários em que Moro não é incluído como opção de candidato, Bolsonaro aumenta suas intenções de voto para 27%.

Entre os demais candidatos, Ciro Gomes (PDT) aparece com 5% dos votos e também melhora um pouco o seu despenho quando outros candidatos são excluídos das opções. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD) e Felipe D'Ávila (Novo), aparecem tecnicamente empatados com 2% (Doria) e 1% (Pacheco e D'Ávila).

Nos cenários de segundo turno, Lula estava à frente dos demais pré-candidatos. Bolsonaro e Moro apareciam tecnicamente empatados e Ciro estava em vantagem em uma disputa com o presidente. Confira a seguir os resultados da pesquisa realizada entre os dias 2 e 5 de dezembro de 2021. A margem de erro geral é de 2,2 pontos percentuais.

Pesquisa eleitoral estimulada: primeiro turno

A Genial/Quaest apresentou quatro cenários de maneira estimulada para realizar o levantamento, ou seja, os entrevistadores citaram os nomes dos possíveis candidatos à presidência da República durante a realização da pesquisa.

Cenário 1 - sem Doria, Pacheco e D'Ávila

  • Lula (PT): 47%
  • Jair Bolsonaro (PL): 24%
  • Sergio Moro (Podemos): 11%
  • Ciro Gomes (PDT): 7%
  • Branco/nulo: 7%
  • Indecisos: 4%

Cenário 2 - com Doria, Pacheco e D'Ávila

  • Lula (PT): 46%
  • Jair Bolsonaro (PL): 23%
  • Sergio Moro (Podemos): 10%
  • Ciro Gomes (PDT): 5%
  • João Doria (PSDB): 2%
  • Rodrigo Pacheco (PSD): 1%
  • Felipe D'Ávila (Novo): 1%
  • Branco/nulo: 7%
  • Indecisos: 4%

Cenário 3 - sem Moro, Doria e D'Ávila

  • Lula (PT): 48%
  • Jair Bolsonaro (PL): 27%
  • Ciro Gomes (PDT): 8%
  • Rodrigo Pacheco (PSD): 2%
  • Branco/nulo: 10%
  • Indecisos: 5%

Cenário 4 - sem Moro, Pacheco e D'Ávila

  • Lula (PT): 47%
  • Jair Bolsonaro (PL): 27%
  • Ciro Gomes (PDT): 7%
  • João Doria (PSDB): 5%
  • Branco/nulo: 9%
  • Indecisos: 5%

Pesquisa eleitoral estimulada: segundo turno

Cenário: Lula x Bolsonaro

  • Lula (PT): 55%
  • Jair Bolsonaro (PL): 31%
  • Branco/nulo: 11%
  • Indecisos: 3%

Cenário: Lula x Moro

  • Lula (PT): 53%
  • Sergio Moro (Podemos): 29%
  • Branco/nulo: 15%
  • Indecisos: 3%

Cenário: Lula x Ciro

  • Lula (PT): 54%
  • Ciro Gomes: 21%
  • Branco/nulo: 22%
  • Indecisos: 4%

Cenário: Lula x Doria

  • Lula (PT): 57%
  • João Doria (PSDB): 14%
  • Branco/nulo: 26%
  • Indecisos: 3%

Cenário: Lula x Pacheco

  • Lula (PT): 58%
  • Rodrigo Pacheco (PSD): 13%
  • Branco/nulo: 25%
  • Indecisos: 4%

Cenário: Bolsonaro x Moro

  • Sergio Moro (Podemos): 34%
  • Jair Bolsonaro (PL): 31%
  • Branco/nulo: 30%
  • Indecisos: 4%

Cenário: Bolsonaro x Ciro

  • Ciro Gomes (PDT): 39%
  • Jair Bolsonaro (PL): 34%
  • Branco/nulo: 23%
  • Indecisos: 4%

Metodologia da pesquisa

A pesquisa da Genial/Quaest foi realizada entre os dias 2 e 5 de dezembro, com 2.037 pessoas com 16 anos ou mais. A coleta dos dados foi realizada por meio de entrevistas face-a-face, por meio da aplicação de questionários. O nível de confiança do levantamento é de 95% e a margem de erro estimada é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa completa está disponível neste link.

Por que a Gazeta publica pesquisas eleitorais?

A Gazeta do Povo publica há anos todas as pesquisas de intenção de voto realizadas pelos principais institutos de opinião pública do país. Você pode conferir os levantamentos mais recentes neste link, além de reportagens sobre o tema. 

As pesquisas de intenção de voto fazem uma leitura de momento, com base em amostras representativas da população. Métodos de entrevistas, a composição e o número da amostra e até mesmo a forma como uma pergunta é feita são fatores que podem influenciar o resultado. Por isso é importante ficar atento às informações de metodologias, encontradas no fim das matérias da Gazeta do Povo sobre pesquisas eleitorais. Saiba mais aqui.

Feitas essas considerações, a Gazeta considera que as pesquisas eleitorais, longe de serem uma previsão do resultado das eleições, são uma ferramenta de informação à disposição do leitor, já que os resultados divulgados têm potencial de influenciar decisões de partidos, de lideranças políticas e até mesmo os humores do mercado financeiro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]