Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

- Manifestações de 1º de Maio foram pacíficas e contaram com discursos considerados moderados

*) Havia quem esperasse manifestações mais “quentes”, até com escalada nas crises institucionais. Mas não foi isso o que aconteceu nos atos do dia 1º de maio. Tanto os promovidos pelos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, quanto nos realizados pelos entusiastas da pré-candidatura do ex-presidente Lula.

Diferentemente dos atos de 7 de setembro, quando adotou um tom mais contundente contra alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Bolsonaro resumiu sua participação em Brasília a cumprimentar os presentes.

Já Lula reforçou várias vezes que não iria falar de eleições e, inclusive, pediu desculpas por uma fala polêmica dita no sábado (30), quando acusou Bolsonaro de não "gostar de gente". "Ele gosta de policial", comentou.

O Rodolfo Costa, repórter da editoria de República da Gazeta do Povo, é o convidado neste episódio do 15 Minutos. Ele analisa por que os discursos nas manifestações de 1º de maio foram mais moderados do que se esperava e quais são as leituras feitas pelas pré-campanhas.

***
O podcast 15 minutos é um espaço para discussão de assuntos importantes, sempre com análise e a participação da equipe de jornalistas da Gazeta do Povo. De segunda a sexta, de forma leve e dinâmica, com a duração que cabe na correria do seu dia. Apresentação é do jornalista Márcio Miranda.

***
Ficha técnica: ‘15 minutos’, podcast de notícias da Gazeta do Povo #Apresentação e roteiro: Márcio Miranda; direção de conteúdo: Rodrigo Fernandes; equipe de produção: Maria Eduarda Scroccaro montagem: Leonardo Bechtloff; estratégia de distribuição: Marcus Ayres.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]