Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Colunista Guilherme Macalossi, da Gazeta do Povo, analisa o cenário político para 2022, que ficou agitado após a revelação do encontro entre o apresentador Luciano Huck e o ex-juiz Sergio Moro

***) Há quem acredite que os extremos, a tão falada polarização da política brasileira, pode estar com os dias contados. O ex-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, por exemplo, disse em entrevista à Gazeta do Povo que, para ele, o povo brasileiro estaria “banindo os extremos” já a partir dessa eleição municipal. Ele cita o baixo desempenho de candidatos ligados ao bolsonarismo e ao petismo em pesquisas eleitorais.

É claro que esse debate sobre o caminho para o centro vai chegar a 2022. E nos últimos dias, uma novidade agitou esse cenário pré-eleitoral. A Folha de São Paulo revelou que o ex-juiz federal Sergio Moro recebeu o apresentador de TV Luciano Huck em Curitiba, no mês passado, para discutir o panorama eleitoral e uma possível aliança.

Essa alternativa passaria por uma composição com nomes como o do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e até do vice-presidente, general Hamilton Mourão (PRTB), segundo a reportagem.

Essas articulações políticas caminhando para o centro, talvez a busca por um “Biden brasileiro”, são o tema deste episódio do podcast 15 Minutos. O meu convidado pra analisar o assunto é colunista da Gazeta do Povo, Guilherme Macalossi.

***
O podcast 15 minutos é um espaço para discussão de assuntos importantes, sempre com análise e a participação da equipe de jornalistas da Gazeta do Povo. De segunda a sexta, de forma leve e dinâmica, com a duração que cabe na correria do seu dia. Apresentação é do jornalista Márcio Miranda. O programa é publicado no Spotify, Google Podcast, Deezer e no iTunes.

***
Ficha técnica: ‘15 minutos’, podcast de notícias da Gazeta do Povo #Apresentação e roteiro: Márcio Miranda; direção de conteúdo: Rodrigo Fernandes; equipe de produção: Maria Eduarda Scroccaro, Jenifer Ribeiro e Durval Ramos; montagem: Leonardo Bechtloff; identidade visual: Gabriela Salazar; estratégia de distribuição: Gladson Angeli e Marcus Ayres.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]