# Pandemia foi oficialmente declarada em 11/03/2020 pela Organização Mundial da Saúde; evolução da ciência em um ano chama a atenção

***) No dia 11 de março de 2020, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Thedros Adhanon, declarava oficialmente a pandemia do novo coronavírus.

Naquele dia, eram 118 mil casos ao redor do mundo e 4.291 mortes. Hoje, um ano depois, são 118 milhões de casos. 2 milhões e 700 mil pessoas morreram vítimas da Covid-19.

A pandemia, que começou na China, aos poucos foi se espalhando pelo mundo. A Europa se tornaria o maior foco de preocupação nos primeiros meses, com casos explodindo na Itália, na Espanha e no Reino Unido. O pesadelo chegaria então aos Estados Unidos, até hoje o campeão de casos e mortes.

Depois de um ano, Brasil vive o pior momento da pandemia

Hoje, no entanto, é o Brasil o maior foco de preocupação. Em todo o mundo. O país vive um agravamento da pandemia. Nesta semana, inclusive, nós passamos os norte-americanos em um triste ranking: o número de mortes registradas em 24 horas.

Este episódio do podcast 15 Minutos recebe a Amanda Milléo, repórter da Gazeta do Povo, especialista em Saúde. Ela fala sobre o que aprendemos e o que não aprendemos neste um ano de pandemia. Ao mesmo tempo, comenta sobre aquela que é a maior preocupação, especialmente aqui no Brasil: a dificuldade de ver a luz no fim do túnel.

***
O podcast 15 minutos é um espaço para discussão de assuntos importantes, sempre com análise e a participação da equipe de jornalistas da Gazeta do Povo. De segunda a sexta, de forma leve e dinâmica, com a duração que cabe na correria do seu dia. Apresentação é do jornalista Márcio Miranda. O programa é publicado no Spotify, Google Podcast, Deezer e no iTunes.

***
Ficha técnica: ‘15 minutos’, podcast de notícias da Gazeta do Povo #Apresentação e roteiro: Márcio Miranda; direção de conteúdo: Rodrigo Fernandes; equipe de produção: Maria Eduarda Scroccaro, Jenifer Ribeiro e Durval Ramos; montagem: Leonardo Bechtloff; identidade visual: Gabriela Salazar; estratégia de distribuição: Gladson Angeli e Marcus Ayres.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]