Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Governo autorizou a concessão de três parques nacionais.
Governo autorizou a concessão de três parques nacionais. Um deles é o Parque Nacional do Iguaçu (PR).| Foto: Marcos Labanca/Arquivo Gazeta do Povo

O governo do presidente Jair Bolsonaro definiu quais serão os três primeiros parques nacionais que serão "privatizados". As unidades de conservação escolhidas para serem concedidas à iniciativa privada são os parques nacionais do Iguaçu (PR), de Jericoacoara (CE) e dos Lençóis Maranhenses (MA). Juntos, esse três parques receberam mais de três milhões de visitantes nos últimos anos.

Por meio da concessão, o governo cede para uma empresa o direito de explorar comercialmente, por período determinado, um bem público. Em contrapartida, a iniciativa privada é obrigada a conservar e promover melhorias nesses bens concedidos.

No caso dos parques ambientais, o decreto assinado em dezembro por Bolsonaro que as três unidades no Programa Nacional de Desestatização (PND) prevê "concessão da prestação de serviços públicos de apoio à visitação com previsão do custeio de ações de apoio à conservação, à proteção e à gestão".

Confira algumas das principais atrações e o potencial dos parques liberados pelo governo:

Parque Nacional do Iguaçu: recorde de visitantes em 2019

A atração principal do parque são as Cataratas do Iguaçu. Foto: Divulgação/ Cataratas do Iguaçu S.A.
A atração principal do parque são as Cataratas do Iguaçu. Foto: Divulgação/ Cataratas do Iguaçu S.A.| Cataratas do Iguaçu S.A

O Parque Nacional do Iguaçu recebeu mais de dois milhões de visitantes em 2019, batendo seu recorde anual. A unidade de conservação, no Oeste do Paraná, tem 185 mil hectares de Mata Atlântica preservada.

Sua principal atração são as Cataratas do Iguaçu, com quedas de até 80 metros de altura ao longo de 2.780 metros de extensão (aproximadamente 800 metros no lado brasileiro e 1.900 metros do lado argentino). Os turistas podem ver a atração com seu maior volume de água entre outubro e março, quando a vazão pode chegar a 8.500 metros cúbicos por segundo. Dos 19 saltos principais, cinco ficam no lado brasileiro.

Criado em 1939, durante o governo de Getúlio Vargas, o Parque Nacional do Iguaçu é a primeira unidade de conservação do Brasil a ser considerada Sítio do Patrimônio Mundial pela Unesco, em 1986.

Desde 1999, o Parque do Iguaçu é administrado por meio de uma concessão à iniciativa privada. Os ingressos para conhecer o parque custam entre R$ 43 a R$ 72 para adultos e R$ 11 para crianças.

Parque Nacional de Jericoacoara, o 3.º mais visitado do país

Pedra Furada, o símbolo do Parque Nacional de Jericoacoara. Foto: Maria Cristina Sakai/WikiMedia Commons
Pedra Furada, o símbolo do Parque Nacional de Jericoacoara. Foto: Maria Cristina Sakai/WikiMedia Commons

No litoral oeste de Ceará, o Parque Nacional de Jericoacoara tem cerca de 8 mil hectares. Em 2018, pouco mais de um milhão de pessoas visitaram as praias, dunas de areia brancas e lagoas temporárias em Jericoacoara. Nesse ano, foi o terceiro parque nacional mais visitado do país. A unidade de preservação fica entre os municípios de Jijoca de Jericoacoara, Cruz e Camocim.

Os cartões postais do parque são a Pedra Furada e o farol do Serrote – uma formação rochosa formada no nordeste da Vila de Jericoacoara onde há um farol de 95 metros. O visitante também pode conhecer a Duna do Pôr do Sol e a Árvore da Preguiça. Outros atrativos são as lagoas temporárias, os manguezais e os esportes aquáticos nas praias.

O parque foi criado oficialmente em 2002. Mas desde 1984 já era uma área de proteção ambiental.

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses: maior campo de dunas do Brasil

 Lagoa formada pela chuva e duna de areia no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Foto: Artur Warchavchik/ WikiMedia Commons
Lagoa formada pela chuva e duna de areia no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Foto: Artur Warchavchik/ WikiMedia Commons

No Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses está o maior campo de dunas com areias brancas do país. É considerado o principal destino turístico do Maranhão, de acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Em 2018, mais de 126 mil pessoas visitaram os Lençóis Maranhenses.

Os turistas costumam percorrer o parque em passeios com veículos 4x4 credenciados e adaptados podem percorrer o terreno. Além das dunas, as lagoas de águas da chuva são o principal atrativo. O ICMBio, órgão público federal responsável pelo parque, não cobra ingressos. Mas as agências de turismo credenciadas cobram pelos serviços prestados.

Foi  criado em 1981 e tem 155 mil hectares – 90 mil deles de dunas e lagoas de água cristalina que se formam no período chuvoso. Além disso, tem vegetação de vários ecossistemas: Cerrado, Caatinga e Amazônia.

O parque abrange três municípios do Maranhão: Barreirinha, Santo Amaro e Primeira Cruz.

14 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]