O IBGE divulgou o resultado do PIB do Brasil e, como era esperado, o resultado foi de queda. A causa do tombo foi a pandemia. Apesar de ser um resultado negativo, foi menor do que o esperado, 4,1%.

Mas o que explica essa retração menor? Entenda em um minuto.

O que explica um resultado melhor do que o esperado para o PIB do Brasil

Em 2020, a previsão era de uma retração entre 6% e 10% — o que faz com que esses 4,1% pareçam razoáveis. De certo modo, é, principalmente porque a economia do mundo todo sofreu com a Covid-19.

O PIB do Brasil, por exemplo, caiu menos do que o de outros países, como Reino Unido, Alemanha e Japão, que tiveram quedas bem mais expressivas. O PIB Espanha caiu 11%.

Segundo dados do FMI, o resultado do Brasil ficou perto dos Estados Unidos, que tiveram uma queda de 3,5%. Um dos poucos países do mundo a ter resultado positivo no ano da pandemia foi a China, que cresceu 2%.

Uma das razões que explicam esse desempenho razoável foi justamente o auxílio emergencial. O pagamento de R$ 600,00 a boa parte da população ajudou fazer a economia girar, principalmente no setor de serviços no ultimo trimestre do ano.

Outro fator foi o programa de manutenção de emprego e renda. A redução de jornada de trabalho evitou um aumento nos índices de desemprego e manteve parte da população com renda.

A expectativa agora é justamente sobre como o PIB brasileiro vai reagir em 2021 sem o pagamento do auxílio emergencial e com a pandemia em seu pior momento.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]