Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Pesquisadores brasileiros analisaram a proteção que a CoronaVac concede aos idosos acima dos 70 anos e perceberam uma queda gradativa conforme a idade avança. Com isso, surge uma dúvida: é necessária de revacinar esses idosos para aumentar a proteção?

Entenda em um minuto.

Revacinar: terceira dose da CoronaVac?

O estudo foi realizado por pesquisadores brasileiros do grupo Vebra Covid-19 e os dados mostraram que entre os idosos de 70 a 74 anos a efetividade da vacina foi de 61,8%. Na sequência, dos 75 aos 79, caiu para 48,9%. Dos 80 anos em diante, a efetividade foi de 28%.

Os dados foram divulgados na plataforma Med-Archive e ainda não passou pela revisão de outros profissionais.

Segundo especialistas ouvidos pela Gazeta do Povo, não há necessidade de uma terceira dose ou de revacinar esse grupo. Isso porque ainda não há estudos que comprovem que uma outra dose seria melhor. 

A conclusão da pesquisa é que quem já está imunizado mantenha os cuidados, como, usar máscara, higienizar bem as mãos e cumpra o distanciamento social. Isso porque essas e outras atitudes podem evitar as chances de retransmissão.

Segundo esses especialistas, a melhor estratégia é vacinar quem está próximo desses idosos, já que eles fazem parte do grupo de risco.

Apesar da redução da efetividade da vacina, outros itens não foram observados pelos pesquisadores, como taxa de morte, internamento ou hospitalizações.

De janeiro a abril houve uma redução de 60% no número de óbitos em pessoas com mais de 70 anos.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
8 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]