Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

É bastante comum a indicação de parentes para a vaga de suplente dos senadores; o cargo também é muitas vezes destinado a empresários que financiam parte da campanha eleitoral do titular

***) Chegou a causar certa surpresa para muita gente a descoberta de que o suplente do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), aquele flagrado com dinheiro na cueca, era o seu próprio filho, Pedro Arthur. Mas é bastante comum a indicação de parentes para a suplência dos senadores. Filho, pai, esposa e outros parentes já passaram pela experiência.

O cargo também é muitas vezes destinado a empresários que financiam parte da campanha eleitoral do senador titular. Há pelo menos dois na atual legislatura. Os suplentes geralmente são breves e custam caro ao contribuinte.

Quanto custam?

A maioria dos suplentes fica quatro meses no cargo e custa pouco mais de R$ 200 mil. Isso porque, além do salário, eles recebem dois auxílios-mudança, um no início e outro no final do efêmero “mandato”. Por coincidência, cada um desses auxílios custa R$ 33,7 mil – um pouquinho mais do que foi encontrado na cueca do senador Chico.

Este episódio do podcast 15 Minutos fala sobre quanto custam esses suplentes e conta alguma histórias. O convidado é o Lucio Vaz, o fiscal dos políticos, que é blogueiro aqui da Gazeta do Povo e assina reportagem sobre o tema.

***
O podcast 15 minutos é um espaço para discussão de assuntos importantes, sempre com análise e a participação da equipe de jornalistas da Gazeta do Povo. De segunda a sexta, de forma leve e dinâmica, com a duração que cabe na correria do seu dia. Apresentação é do jornalista Márcio Miranda. O programa é publicado no Spotify, Google Podcast, Deezer e no iTunes.

***
Ficha técnica: ‘15 minutos’, podcast de notícias da Gazeta do Povo #Apresentação e roteiro: Márcio Miranda; direção de conteúdo: Rodrigo Fernandes; equipe de produção: Maria Eduarda Scroccaro, Jenifer Ribeiro e Durval Ramos; montagem: Leonardo Bechtloff; identidade visual: Gabriela Salazar; estratégia de distribuição: Gladson Angeli e Marcus Ayres.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]