Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Comunistas tentam jogar judeus contra Bolsonaro, mas deputado grava um vídeo com a verdade
| Foto:

Muitos acompanharam a polêmica envolvendo Jair Bolsonaro e a Hebraica de SP, que teria sofrido pressão para desconvidar o deputado que faria uma palestra no local. Os esquerdinhas que se organizaram para impedir a liberdade de expressão alegaram que Bolsonaro é um antissemita e chegaram a fazer a surrada comparação com Hitler, dizendo que no começo o nazista também contou com o apoio de alguns judeus.

Não só a comparação é ridícula como a postura desses comunistas judeus é hipócrita e ignorante. Hipócrita porque a comunidade judaica já recebeu como palestrantes gente muito mais radical, como Jean Wyllys. E ignorante porque desconhece que é a esquerda o grande foco de judeofobia no mundo hoje, enquanto a direita tem defendido Israel de ataques sujos frequentes.

É a esquerda globalista que endossa a ONU, dominada pelos petrodólares dos países muçulmanos, e que dedica o grosso de seu “precioso” tempo para demonizar Israel, num mundo com tiranias aos montes e inúmeros abusos de governos, ao contrário da democracia plural existente na nação judaica.

Eis o vídeo que Bolsonaro gravou como resposta, esclarecendo que nutre profunda admiração por Israel, país que visitou recentemente:

Ivan Nogueira, também conhecido como Ancelmo Gois, é mesmo um incurável comunista que vive da desinformação. É lamentável que tanta gente ainda busque se “informar” por tais veículos de imprensa, com claro viés de esquerda. Ninguém é obrigado a defender ou gostar de Bolsonaro, claro. Mas um mínimo de honestidade não faria mal ao debate político nacional…

Eis a petição pública que já foi assinada por mais de 15 mil pessoas, defendendo a liberdade de expressão e que a Hebraica mantenha o convite feito ao deputado.

Rodrigo Constantino

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]