i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Rodrigo Constantino

Foto de perfil de Rodrigo Constantino
Ver perfil

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Entenda por que esquerda surtou com trocas de carinho entre o músico Kanye West e Trump

  • PorRodrigo Constantino
  • 26/04/2018 09:17
Entenda por que esquerda surtou com trocas de carinho entre o músico Kanye West e Trump
| Foto:

As trocas de mensagens carinhosas entre o rapper Kanye West e o presidente Donald Trump se tornaram um dos temas mais comentados nos Estados Unidos nas últimas horas. Na primeira mensagem no Twitter, eis o que o rapper premiado disse:

“Você não precisa concordar com o Trump, mas a turba não pode me fazer não amá-lo. Nós dois temos energia de dragão. Ele é meu irmão. Eu amo todo mundo. Eu não concordo com o que todo mundo faz. É isso o que nos faz sermos indivíduos. E nós temos o direito de pensar de forma independente”.

Kanye também mostrou outra foto do boné, dizendo que ele é autografado. Além disso, o rapper mostrou a foto de um pôster que diz: “Keep America Great #Kanye2024”, insinuando que ele concorreria à presidência em 2024 com um slogan parecido com o de Trump. O próprio presidente agradeceu pelo carinho:

Foi o suficiente para colocar a esquerda democrata em pânico. Muitos passaram a questionar a sanidade mental do músico, como destaca o site G1 no Brasil:

Uau! O sujeito só pode estar maluco para dizer tais coisas, não é mesmo? Na cabeça dos esquerdistas, sim. Mas será que pensam isso mesmo? Ou será que há algo a mais por trás dessa revolta toda, desse ataque cruel, desequilibrado? Chego lá em um segundo, mas antes vamos ver a reação ponderada, equilibrada, liberal do próprio músico difamado:

Kanye defendeu que pensadores livres não devem temer a retaliação por conta de seus pensamentos, e que se você for realmente livre, então você já venceu, enquanto os demais estão em “prisões mentais”. Não ter medo, sentir-se energizado, mover-se por amor em vez de medo, eis sua receita.

Não parece coisa de maluco, parece? Então por que a esquerda surtou com esse caso de “amor” entre o rapper e o presidente? Algumas postagens que selecionei sobre o caso mostram bem o que pode estar por trás dessa raiva descontrolada por parte da esquerda democrata:

Ou seja, as lideranças das “minorias” que reclamam das desigualdades e pedem mais “representatividade” dessas “minorias” em tudo deveriam celebrar mais negros entre os conservadores, como alfineta Thomas Sowell, um dos pensadores mais importantes da atualidade, negro e conservador. Mas como fica claro, esse papo de “diversidade” é da boca pra fora, pois os negros devem ser todos de esquerda, democratas.

Por quê? Porque sem a imensa maioria dos votos dos negros o Partido Democrata não tem mais chance de ganhar nada! Os negros são seus mascotes, eles vendem paternalismo em troca de votos, alegam que os republicanos conservadores são racistas, atacam suas intenções supostamente malignas, monopolizam as virtudes e apagam a história, já que foi o Partido Democrata aquele ligado à KKK, o segregacionista, o racista no sul, enquanto foi o Partido Republicano, de Trump, que lutou pela abolição, pelo voto dos negros, pelos direitos civis.

Como disse Larry Elder, um negro republicano, os democratas PRECISAM manter os negros como vítimas e acusar os adversários de racismo, caso contrário correm o risco de perder o apoio dos mais leigos e, com isso, as chances de vitória eleitoral. Daí vem o desespero todo da esquerda, da mídia mainstream, toda ela de esquerda.

Quando outro rapper, Chance the Rapper, sai em defesa de Kanye West, afirmando categoricamente que os negros não têm obrigação de ser democratas, isso dá calafrios na espinha dos democratas.

É por isso que Candace Owens, uma negra republicana cujo canal do YouTube tem feito incrível sucesso, incomoda tanto os democratas:

Quando a comunidade negra despertar de vez para a fraude a qual foi submetida ao longo das últimas décadas, no pior estilo orwelliano em que a mídia repetia “duas pernas bom, quatro pernas ruim”, ou no caso “democratas bonzinhos, republicanos cruéis”, e quando a aura de “protetor das minorias” da esquerda for por água abaixo, as pessoas terão que debater ideias, fatos, argumentos, e isso é o que essa turma mais teme na vida!

Negros não precisam ser de esquerda. Negros devem ter o pensamento independente, escolher por conta própria, e não são “traidores” quando votam em conservadores. Com cada vez mais negro famoso repetindo essa obviedade, a esquerda poderá ter seus dias de monopólio da virtude contados. E aí será um sacode nas urnas. Eis o motivo dos ataques ensandecidos aos negros que ousam “sair do armário” ideológico…

Rodrigo Constantino

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.