i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Rodrigo Constantino

Foto de perfil de Rodrigo Constantino
Ver perfil

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Franklin Martins: o homem que explica o Brasil

  • PorRodrigo Constantino
  • 15/05/2017 10:08
Franklin Martins: o homem que explica o Brasil
| Foto:

Por Paulo Figueiredo Filho

Vocês sabem esse Franklin Martins que está estampando os jornais por causa da delação da esposa do marqueteiro de Lula?

Então, este homem sozinho explica o Brasil: sua biografia tem comunismo, terrorismo, controle de verba de mídia, cargo político, dinheiro de propina de empreiteira, ligação com ditaduras socialistas, PT, PSDB e, claro, papel de formador de opinião na grande mídia.

Segundo a delação divulgada hoje, a esposa e Franklin eram as pessoas de confiança de Nicolas Maduro,para receber dinheiro vivo – frio, sem contrato – da Odebrecht e Andrade Gutierrez para financiar a campanha de Chavez na Venezuela.

Pois o homem de confiança do ditador venezuelano é o mesmo Franklin que idealizou o sequestro do embaixador americano Charles B. Elbrick em 1969, em conjunto com os grupos terroristas socialistas Ação Libertadora Nacional (ALN) e do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8).

A esposa dele à época foi assessora de um deputado do… do… do…. PSDB. Sim, José Anibal, do PSDB em 1997, auge do governo FHC. Mas sua esposa também assessorou o senador Aloízio Mercadante do…. PT.

Nosso querido Franklin também foi o Ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom) do governo Lula, basicamente o homem que decidia com quem o governo Lula iria gastar seus rios de dinheiro de publicidade. Seu papel foi garantir uma mídia dócil ao governo petista.

Só que até então, Franklin Martins, vocês devem lembrar, era o comentarista político… do Jornal Nacional e Jornal da Globo!!! Não só da Globo, mas passou pela redação de quase todos os grandes grupos de mídia do Brasil. Esse cara era um “jornalista respeitado” que falava sobre política aos brasileiros no jornal mais importante da TV nacional.

(Bônus: sua sucessora como ministra da SECOM no governo Dilma foi Helena Chagas, também jornalista política da Rede Globo).

É essa gente que escreve e comenta as notícias políticas para vocês. São esses aí que se colocam como mídia isenta. É essa mídia que é chamada pelos mortadelas – e por Lula, diante de Moro – de “mídia de direita golpista”, em um teatrinho infantil.

Você tem que ser muito palhaço para acreditar no que lê nos jornais.

Comentário do blog: Faço minhas as palavras do Paulo. Esse comunista sempre me incomodou muito, e me irritava ainda mais o fato de um sujeito radical desses ser tratado com respeito pelo meio jornalístico, como alguém sério e moderado. Ele falava na CBN diariamente, com uma fala mansa, uma forma calma, e conteúdo radical. Comunista mesmo, do tipo que os comunistas dizem não mais existir para enganar os trouxas. Os brasileiros precisam parar de dar tanto peso à forma e julgar mais o conteúdo. A extrema-esquerda posa de moderada enquanto acusa qualquer um mais à direita de ser radical. E muita gente cai nessa! Só faço uma ressalva no ótimo texto: nem TODOS os jornais devem ser ignorados. A Gazeta do Povo merece respeito. E sua assinatura, claro!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.