i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Rodrigo Constantino

Foto de perfil de Rodrigo Constantino
Ver perfil

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

O preço do ouro – coluna da IstoÉ desta semana

  • PorRodrigo Constantino
  • 27/08/2016 12:28
O preço do ouro – coluna da IstoÉ desta semana
| Foto:

Considero o termo sobrevalorizado, fruto da era moderna. O filósofo Pondé chama isso de “marketing do comportamento”, lembrando que as verdadeiras virtudes são silenciosas, não tagarelas. Ou seja, quem tem autoestima mesmo não precisa ficar reafirmando o tempo todo que é o máximo, só porque sabe dar uma festa animada e sem maiores incidentes. Isso parece coisa justamente de gente insegura.

O complexo de vira-latas não é só o derrotismo crônico de quem acha que nada nosso presta. É, também, o ufanismo boboca dos que abanam o rabo para qualquer elogio de fora, ainda que falso, enquanto mostram os dentes raivosos para toda crítica, ainda que verdadeira.

Achar que só com “autoestima” vamos longe é uma doce ilusão. Coisa de pais que acreditam que basta repetir como o filho é especial para que ele efetivamente seja diferenciado. Na vida real não funciona assim. Depois, quando vem o fracasso, resta cuspir no sucesso alheio e enaltecer a própria mediocridade, repetindo que todos são especiais – o mesmo que dizer que ninguém o é.

Leia mais aqui.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.