Blog / 

Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Artigos

Quem não deve não teme: Trump é criticado por defender cumprimento das leis

Tenho um grupo que joga pôquer toda segunda. Éramos 15 pessoas ontem, e ninguém estava com medo de Trump. São todos brasileiros que vivem na Flórida. Por que ninguém temia o “terrível” presidente republicano? Simples: todos possuem vistos legais de permanência no país, como obriga a lei.

Lembrei disso quando li nesta mesma segunda uma reportagem no GLOBO cujo título já tinha uma chamada sensacionalista: “Medo e Preconceito”. Uma pesquisa mostrava que tinha aumentado entre os brasileiros o medo de morar nos Estados Unidos com a chegada de Trump no poder. Uai, por que será?

Lá na matéria, logo no primeiro parágrafo, estava a resposta: os brasileiros que estão ilegais em solo americano temem que o presidente atual faça cumprir as leis:

Oito em cada dez brasileiros que vivem na região de Boston — onde se concentra a maior comunidade do país nos Estados Unidos, com cerca de 400 mil pessoas — afirmam que a vida piorou desde que Donald Trump assumiu a Casa Branca, revela uma pesquisa inédita da Ideia Big Data. O levantamento exclusivo para o GLOBO indica a principal razão: 95% dos entrevistados têm pelo menos um parente sem documentação legal no país. O aumento do sentimento contra estrangeiros, que cresceu desde que o republicano chegou à Casa Branca, há pouco mais de dez meses, é a grande razão para a piora das condições de vida.

A pesquisa indicou que o tema dos imigrantes sem documentação afeta muito mais os brasileiros que se costuma imaginar. Na região de Boston, amigos e parentes dos primeiros a chegar continuam a se mudar para os EUA, mesmo sem a devida autorização. Nessa área do país, já há cinco gerações de imigrantes brasileiros.

Pausa para eu pegar um lenço e enxugar as lágrimas, pois fiquei com peninha dessa gente. Quer dizer então que inúmeros brasileiros que estão ilegais no país estão com mais medo agora, pois Trump promete aplicar as leis?! E a intenção do jornal e de seu correspondente, Henrique Gomes Batista, era uma vez mais pintar Trump como um demônio?

Fico a pensar onde está o preconceito aí. Talvez seja “preconceito” contra quem não segue as leis? O esforço da mídia em demonizar Trump tem sido realmente impressionante, e tiro meu chapéu pelo trabalho incansável, que atropela os fatos, a lógica, tudo em nome da tara ideológica.

Mas será que não passou pela cabeça dos responsáveis a ideia de que muitos leitores, se forem mesmo ler a reportagem, perceberão no ato que não se trata de preconceito, mas de fazer valer o império das leis? Que país funciona sem respeito às leis? Sabemos os que não funcionam, pois o Brasil é um dos campeões.

Imigrante sem documentação é um eufemismo que a esquerda usa para se referir aos ilegais, e quem está ilegal num país tem mais é que ter medo do governo mesmo. O governo existe, afinal, para garantir o império das leis.

Meu grupo jogava descontraído, sem qualquer receio de uma batida dos agentes da imigração. Os vistos estão todos válidos, como deve ser. Mas quem está à margem da lei vai sempre viver tenso, olhando pelos ombros e tremendo com a aproximação de alguma autoridade.

A qualidade de vida dessa turma piorou com Trump? Ora, isso só diz a favor do presidente. Quer dizer que Obama era então cúmplice dos ilegais, e que o atual presidente é menos tolerante com quem já chega ao país burlando as regras. Ponto para Trump.

Basta ser um law abiding citizen, como os americanos dizem, que sua vida será bem calma, ao menos em relação às autoridades. Morando em Weston há mais de dois anos e meio, sem uma só multa de trânsito, sempre andando estritamente dentro da lei, como deve ser, posso atestar que não há o que temer com o aumento do rigor do governo ao fazer cumprir o império das leis.

Ao contrário: confesso que fico mais tranquilo ao saber que a América não é a “casa da Mãe Joana” e que quem descumpre as regras será punido. É só assim que um país sério permanece sério…

Rodrigo Constantino

8 recomendações para você

Sobre / 

Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Saiba Mais

Arquivos