Em torno de meio milhão de pessoas sofrem de alguma deficiência devido a lesões da medula espinhal por ano e têm entre duas e cinco vezes mais chances de morrer cedo nos países de baixa e média renda, afirma um relatório da Organização Mundial da Saúde. Até 90% dessas lesões acontecem devido a causas traumáticas, como acidentes de trânsito, quedas de grandes alturas e violência. Entre as não traumáticas, as principais causas são tumores, espinha bífida ou tuberculose.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]