i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Metabolismo

Sem preguiça no frio

O metabolismo do corpo humano gasta mais energia durante o inverno, mas isso não quer dizer que a dieta e a rotina de exercícios deva ser deixada de lado

  • PorLívia Lakomy, especial para a Gazeta
  • 30/06/2009 21:15
O inverno atrapalhou a dieta e os exercícios de Ana: “Meu fraco são as sobremesas” | Ivonaldo alexandre/Gazeta do Povo
O inverno atrapalhou a dieta e os exercícios de Ana: “Meu fraco são as sobremesas”| Foto: Ivonaldo alexandre/Gazeta do Povo

Confira algumas dicas para manter uma dieta saudável durante os meses mais frios:

- As saladas não precisam ser frias, podem ser feitas com vegetais quentes.

- Mesmo os sanduíches light podem ser feitos em versões aquecidas.

- O chocolate quente, muito calórico, pode ser substituído por chá ou café, que esquentam da mesma maneira.

- Não é preciso evitar as delícias culinárias do inverno, mas usar da moderação ao fazer o prato.

- Evite ingredientes muito calóricos na hora de fazer caldos e sopas. Prefira carnes e vegetais e deixe de lado o creme de leite.

- Para a sobremesa, substitua o brownie e outros doces por frutas assadas (como maçã ou banana assada com canela).

Fonte: nutricionista Carolina Ribas e endocrinologista Rosana Radominski.

Se você pertence ao grupo que, com a chegada do inverno, passa a sofrer de preguiça crônica e tem mais vontade de ingerir alimentos calóricos, saiba que isto pode trazer resultados desagradáveis com a chegada da estação gelada. Apesar de cada pessoa ter um me-tabolismo – conjunto de reações químicas que ocorrem no organismo e que consomem energia – diferente, a matemática continua a mesma para todos: perde peso quem gasta mais do que consome. Se no inverno o metabolismo é mais acelerado, por que então é a estação em que se costuma ganhar mais peso? A resposta, na maior parte dos casos, é a mesma: mais calorias e menos exercício.

Segundo a endocrinologista Rosana Radominski, professora assistente do Departamento de Nutrição do Hospital de Clínicas, o fato de termos um metabolismo mais acelerado no frio não deve ser compensado com mais calorias. "O organismo só gasta mais quando está no frio. Se estamos em um lugar aquecido, não existe diferença". Por isso, mesmo no inverno, não se pode deixar de lado a boa alimentação e a atividade física.

Alimentação

"O inverno é uma época em que os pacientes reclamam de fazer dieta", afirma a nutricionista Ca­­rolina Ribas. Uma das desculpas é de que no período de temperatura mais baixas se sente mais fome. Para a endocrinologista Rosana esta vontade de comer é mais um comportamento adotado pelas pessoas do que uma necessidade. "Não é propriamente fome, mas sim vontade de aumentar o calor do organismo e de se aquecer. Confundimos os dois", explica. A solução do problema, portanto, não é ingerir comidas mais calóricas, mas comidas quentes.

Quem aumenta o consumo calórico todos os dias, ainda que em pequenas quantidades, pode ter resultados negativos no fim do mês. É o caso da professora Ana Aurélia Portella, de 32 anos, que desde março do ano passado faz um tratamento para emagrecer. O sucesso que vinha conseguindo não resistiu às temperaturas frias – ela não só deixou de perder peso como recuperou um pouco do que havia perdido. "Com o inverno fica difícil", conta Ana. "Agora me forço a ir para a academia. Mesmo assim já faltei alguns dias. Tam-bém continuo comendo saladas, mas se à tarde comia uma fruta, agora como canjica. Meu fraco são as sobremesas."

Atividade física

Fazer exercícios no inverno é importante para manter a rotina saudável, e não é recomendado que eles sejam abandonados. O metabolismo acelerado, contudo, não serve como "truque" para gastar mais calorias no inverno. Quem faz exercícios em academias climatizadas, por exemplo, não chega a gastar mais do que no verão. Já o exercício ao ar livre resulta em maior gasto calórico, mas apenas porque o metabolismo acelera ainda mais para produzir energia e manter o organismo aquecido. Portanto, é preciso se proteger bem do frio e dos desconfortos que ele possa causar.

A aposentada Rosa Jarmola, de 57 anos, é um exemplo de quem não se intimidou com o frio e nos últimos dois meses perdeu oito quilos. A receita simples (mas que para muitos pode não parecer tão fácil) é vencer a preguiça. Rosa faz uma hora de caminhada todos os dias – mesmo no frio – e musculação duas vezes por semana. "Dá preguiça, mas uma vez que a gente levanta já pega no tranco. Vou com uns três casacos, mas depois de alguns minutos já esquento". A dieta também obedece as indicações para o inverno: "Tenho vontade de tomar chocolate quente, mas fico no chá. A saúde é o mais importante", afirma.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.