Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 |
| Foto:

O ser humano chegou ao fundo do poço. Quero registrar a minha indignação, minha tristeza pelo fato ocorrido na minha família. No dia 24/7, minha mãe faleceu e foi sepultada. No dia 29/7 estive no cemitério e tomei conhecimento de que vândalos, seres desprezíveis e que não podem ser chamados de humanos, violaram o túmulo em que estava sepultada minha mãe. Não respeitam a dor ou tristeza dos seus semelhantes. O Cemitério Água Verde é muito grande, mas alguma providência tem de ser tomada. O meu protesto e minha profunda tristeza pelo ocorrido.

Mariza da Silva

Resposta

A prefeitura informa que há mais de dois anos os muros do Cemitério Água Verde foram erguidos e sobre eles foram colocadas espirais de lâminas de arame. O local passou também a contar com a presença permanente de agentes da Guarda Municipal. As medidas de proteção adotadas pela prefeitura têm evitado a ação de vândalos. Em atenção à queixa da leitora, a Defesa Social vai intensificar o trabalho de vigilância da Guarda Municipal no cemitério.

Trânsito

Ruas centrais com buracos, asfalto se desintegrando nos bairros, bueiros abaixo da linha do asfalto, falta de marcação nas pistas, faixas que mudam de posição de uma quadra para outra, sistema de sincronismo dos sinaleiros desatualizado, falta de câmeras de monitoramento de tráfego, obras defasadas quanto às necessidades. Essa é a realidade das pistas de trânsito em Curitiba. E ainda querem colocar a culpa dos congestionamentos no excesso de veículos. Até o crescimento é previsível, o que está faltando é atitude.

Luiz Fernando Zagonel F., gerente comercial

Resposta

De acordo com a prefeitura, o leitor pode informar-se sobre as ações da prefeitura em todas as áreas pelo site www.curitiba.pr.gov.br Pode também protocolar sugestões ou queixas sobre problemas constatados no serviço 156, indicando endereços para que a prefeitura possa verificar e tomar providências. A prefeitura também promove audiências públicas em todas as administrações regionais para ouvir as prioridades apontadas pela população. Para saber a programação das audiências, basta entrar em contato com a administração regional mais próxima.

Restaurantes populares

Todo mundo sabe que os restaurantes populares de Curitiba que cobram R$ 1 por pessoa são obras implantadas com recursos do governo federal. Mas a prefeitura de Curitiba parece que usa de ma-fé ao entregar esses equipamentos à população. Na entrada do restaurante da Fazendinha, ali na Rua Raul Pompéia, tem uma placa de inauguração na parede, mas na parte inferior desta placa foi tapada com pedaço de papelão o logotipo da marca do governo Lula, que é "Brasil, um país de todos" nas conhecidas letras coloridas das obras e serviços do executivo federal. Não seria também sugerível que se tapasse todos símbolos da gestão do poder municipal de Curitiba também?

João Machado

Resposta

A Lei da Lei 9.504/97 estabelece que, durante processo eleitoral, as logomarcas do governo federal e do governo estadual devem ser cobertas para que não se caracterize publicidade institucional em favor de candidatos ou partidos. O brasão da prefeitura não está coberto, porque as eleições não são municipais e o slogan "Prefeitura da Cidade" não está associado a nenhum candidato.* * * * *

Buraco na rua? Ônibus demorado? Saneamento ineficiente? Corte de energia? Se você tem comentário a fazer sobre os serviços público, entre em contato com a coluna.

As mensagens selecionadas serão publicadas às segundas e quintas-feiras.

CENTRAL DE ATENDIMENTO AO LEITOR - Praça Carlos Gomes, 4 – CEP 80010-140 – Curitiba, PR Telefone (41) 3321-5999 – Fax (41) 3321-5159

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]