i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Acidente

Após vistoria em catamarã, Crea-RJ suspeita de falha mecânica ou elétrica

Conselho deu dez dias para Barcas S.A. enviar laudo final sobre acidente. Acidente na manhã desta segunda (23), em Niterói, deixou 18 feridos

  • PorG1/Globo.com
  • 23/08/2010 13:23

Depois de uma vistoria realizada na manhã desta segunda-feira (23) no catamarã Ingá II, que se chocou contra as pedras perto da estação Araribóia, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, fiscais do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ) suspeitam de que tenha ocorrido "uma falha mecânica ou elétrica".

Inicialmente, a concessionária Barcas S.A. havia informado que a embarcação tinha sofrido uma pane elétrica, mas em nova nota divulgada, nesta manhã, afirma que houve um problema eletrônico.

Durante a vistoria – que foi realizada no estaleiro da concessionária na Ilha da Conceição –, ficou constatado que a embarcação apresentava "uma profunda avaria no casco devido à batida". Em seguida, os fiscais do Crea-RJ se reuniram com representantes da Barcas S/A.

"Aparentemente, não encontramos nenhuma irregularidade. Demos um prazo de dez dias para a empresa encaminhar um relatório final da perícia e os documentos onde constam informações sobre a manutenção. A partir disso avaliaremos se está havendo negligência por parte da empresa", disse o supervisor de fiscalização do Crea-RJ, Kennedy Araújo.

Dezoito feridos

Ao contrário do que havia dito inicialmente - quando somente três pessoas tinham ficado feridas -, a concessionária Barcas S.A. informou em nota que 16 passageiros e dois tripulantes ficaram levemente feridos no acidente com o catamarã Ingá II.

A embarcação, com 376 passageiros a bordo, saiu da Praça Quinze às 7h50 desta segunda-feira (23). A Barcas S.A. diz ainda que o catamarã "atracou na pedras do Aterro do Gragoatá", perto de Niterói. Após ser puxada por outra embarcação, ele atracou na estação de Niterói e os passageiros puderam descer.

No entanto, de acordo com o Corpo de Bombeiros, 15 pessoas que estavam no Ingá II ficaram feridas. Elas sofreram ferimentos sem gravidade e foram socorridas por homens dos quartéis de Niterói e e Itaipu. Elas foram levadas para o Hospital Azevedo Lima e para o Centro Policlínico de Niterói

Em nota, a Capitania dos Portos, informou que uma equipe de inspetores foi designada para apurar o acidente. Será aberto um inquérito administrativo para saber as causas e as consequências do acidente. O resultado deverá sair em 90 dias.

Circulação volta ao normal

A concessionária Barcas S.A. informou que a travessia entre Rio e Niterói, na Região Metropolitana, já voltou ao normal e que o intervalo entre as barcas é de 15 minutos. A empresa informou ainda que não há mais filas na estação Araribóia, em Niterói.

Para reduzir o tempo de espera e o número de passageiros na estação, a concessionária colocou duas barcas extras, com capacidade para dois mil passageiros, cada, para fazer a travessia até a Praça Quinze, no Rio. Além disso, operam nesta linha dois catamarãs com capacidade para 1.300 passageiros, cada.

Das seis embarcações que fazem o trajeto Rio-Niterói, nesta segunda-feira (23), só quatro estão em operação. A embarcação Urca III, com um problema na bomba de óleo, foi tirada de circulação às 6h30. O catamarã Ingá II também foi tirado de circulação após o acidente.

A Agência reguladora de transportes, Agetransp, informou que instaurou processo regulatório sobre o incidente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.