Interdição causou muito transtorno na rodovia | Antonio Costa/Agência de Notícias Gazeta do Povo
Interdição causou muito transtorno na rodovia| Foto: Antonio Costa/Agência de Notícias Gazeta do Povo

Rodovias que ligam PR a SC têm pontos de lentidão

O congestionamento era grande na saída de Curitiba na noite desta sexta-feira pela BR-376, no quilômetro 616, em direção a Santa Catarina. Segundo a Autopista Litoral Sul, que administra o trecho entre Curitiba e Palhoça (SC), há pontos de lentidão em quase todo o trecho de responsabilidade da concessionária.

Entre Curitiba e Joinville (SC), os veículos trafegam em uma velocidade média de 40km/h chegando a 10km/h em alguns trechos. Os pontos mais críticos estão na saída da capital paranaense a partir do km 616 da BR-376, no km 6 da BR-101, município de Garuva (SC) que dá acesso a Guaratuba (PR) e Itapoá (SC) e entre Itajaí e Itapema, na região de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, em função do trânsito entre as duas cidades.

A partir da zero hora do dia 22 de fevereiro, a tarifa de pedágio será reajustada nas cinco praças da concessionária Autopista Litoral Sul. A medida afetará pontos de pedágio instalados na BR-376 e na BR-101, que fazem a ligação entre Curitiba e o litoral de Santa Catarina. O preço da tarifa básica vai subir de R$ 1,10 para R$ 1,20, um aumento de quase 10%.

  • Tráfego de veículos nas rodovias PR-239 e PR-151 já foi liberado
  • PRs 151 e 239 são alternativas para os motoristas que seguem para São Paulo
  • Limpeza após queda de barreira: 30 mil metros cúbicos de terra
  • Motoristas enfrentam muito congestionamento na BR-116 em Barra do Turvo
  • Muita terra ainda está no local
  • Máquinas e caminhões continuam trabalhando no local
  • Veja o funcionamento dos shoppings, postos de saúde e serviços públicos em Curitiba no Carnaval

Quatro dias depois do deslizamento de terra no km 552 da BR-116, rodovia Régis Bittencourt, os motoristas ainda encontram congestionamentos no sentido Sul da estrada. No início da manhã desta sexta-feira (12) a concessionária Autopista Régis Bittencourt, responsável pelo trecho, voltou a bloquear o sentido para Curitiba da rodovia das 6h às 7h para fazer manobras das máquinas que fazem a limpeza do local. Depois das 7h o tráfego no sentido ao Sul do país voltou a ser feito em uma faixa e o caminho contrário de modo normal.

Por volta das 15h30 a fila de carros parados no sentido São Paulo – Curitiba estava em 5 quilômetros, entre os kms 547 e km 552. Para quem ia para a capital paulista, no entanto, a fila havia acabado e o fluxo era normal. Os trabalhos de limpeza continuam na pista do sentido Sul e não há previsão de liberação total no local.

Filas

Logo no início da manhã a fila de carros parados chegou a 21 quilômetros no sentido Norte. Durante a noite de quinta-feira (11) e madrugada desta sexta-feira (12) a Polícia Rodoviária Federal (PRF) voltou a fazer a operação "pare e siga". Como o congestionamento estava muito grande para o lado Sul, a pista para São Paulo foi bloqueada às 22h30 de quinta e só voltou a ser liberada às 4h30 desta sexta-feira.

Enquanto o fluxo para o Norte estava interrompido, os motoristas que viajavam para o Sul eram orientados para circular na contramão durante os 13 quilômetros onde a terra impede a passagem no sentido contrário. Durante as 6 horas de bloqueio, a fila diminuiu para o Sul e aumentou para o sentido Norte. A situação se inverteu por volta das 10h30, com congestionamento para o Sul e trânsito livre para o Norte.

Previsão

A partir das 18h desta sexta-feira, o movimento deve ser ainda mais intenso no sentido Sul. Segundo estimativas da Autopista Régis Bittencourt, o fluxo de veículos pode alcançar picos de 2.000 por hora, número quatro vezes superior ao registrado em um dia normal.

Já no sentido Norte, a expectativa é que o trânsito flua com tranquilidade e não deve haver problemas com congestionamento na véspera de Carnaval.

Queda de barreira

O deslizamento de terra ocorreu na tarde de terça-feira (9), no km 556 da BR-116, no sentido Sul da estrada, em Barra do Turvo. Equipes da concessionária trabalham sem parar para tentar liberar pelo menos mais uma faixa da pista durante a tarde desta sexta-feira. São três faixas no local, mas os carros conseguem passar somente por uma por enquanto.

A preocupação é com o feriado de Carnaval, pois milhares de motoristas devem passar pela rodovia para acessar as praias do Sul do país. Ainda há muita terra que deslizou do barranco sobre a pista que segue para Curitiba.

A orientação é que os motoristas evitem a BR-116 ou tenham paciência para enfrentar as filas. A rodovia é a principal ligação entre São Paulo e os três estados do Sul.

Caminho alternativo

Para os motoristas que querem sair de Curitiba com destino a São Paulo, a melhor rota alternativa é por Sengés, pois o tráfego foi restabelecido na PR-239, que faz a ligação com do Paraná com o interior de São Paulo. Desde a noite de quinta-feira carros e caminhões passam pelo local.

Com isso, quem sai de Curitiba pode passar por Ponta Grossa, Castro, Jaguariaíva e Sengés. A próxima cidade será Itararé, já no estado de São Paulo.

Operação Carnaval

A PRF iniciou nesta sexta-feira a maior operação contra embriaguez ao volante do estado. Devem ser realizados pelo menos 3.600 testes de dosagem alcoólica no Paraná. O número é seis vezes maior que o aplicado no mesmo período de 2009.

A PRF também lembra que nas rodovias com trechos de pista simples, apenas veículos leves podem trafegar nos horários de maior movimento. Com isso, o trânsito de veículos com medidas acima de 18,60m de comprimento, 2,60m de largura e 4,40m de altura ficam proibidos de utilizar pistas simples das 16h às 22h desta sexta-feira (12) e de terça-feira (17) e das 6h ás 12h no sábado (13) e na quarta-feira (18).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]