i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
dependÊNCIA QUÍMICA

Brasil tem 1,4 mi de usuários de cocaína e crack

Pesquisa revela que o país é o segundo mercado consumidor desse tipo de droga no mundo. Número de dependentes é maior do que de maconha

  • PorFolhapress
  • 05/09/2012 21:11
 |
| Foto:

Nos últimos 12 meses cerca de 2,8 milhões de brasileiros consumiram cocaína. Nesse universo estão os que a inalaram, os que a injetaram e os que a fumaram em suas mais diversas formas – crack, óxi e merla (obtido a partir da pasta da folha de coca). Desse total, quase a metade, 48%, tornou-se dependente. Os dados constam do 2.º Levantamento Nacional de Álcool e Drogas – o Uso de Cocaína e Crack no Brasil, divulgado pelo Instituto Nacional de Ciências e Tecnologia para Políticas Públicas do Álcool e outras Drogas, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

A pesquisa constatou que atualmente há mais pessoas viciadas em cocaína e em crack do que em maconha. São 1,4 milhão contra 1,3 milhão de dependentes. "O usuário da cocaína inalada não é tão visto como o de outras drogas. Eles não costumam consumir a droga em público, como fazem os de de maconha ou os de crack. Não há uma "cocainolândia"", afirmou o organizador do estudo, o psiquiatra da Unifesp Ronaldo Laranjeira.

Os pesquisadores cruzaram os dados com informações de pesquisas internacionais e constataram que o alto consumo da cocaína no Brasil deixa o país como o segundo maior consumidor desse entorpecente no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, que teve 4,1 milhões de usuários nos últimos 12 meses. "É a primeira vez que medimos o uso da cocaína e nos surpreendemos ao ver que quase 3 milhões de pessoas consumiram a droga recentemente", disse Laranjeira.

Jovens e frequência

Outro dado que preocupou os pesquisadores é a idade de experimentação da droga. Dos entrevistados, 45% disseram que usaram cocaína pela primeira vez antes dos 18 anos. "Quanto mais cedo o uso, maior a chance de a pessoa ficar viciada", afirmou a coordenadora do levantamento, Clarice Madruga. Quase um terço dos usuário relatou ainda que usa a droga duas ou mais vezes por semana.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.