Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Especiais
  4. Retratos Paraná
  5. Curiosidades
  6. Os grandes nomes da literatura paranaense

Cultura

Os grandes nomes da literatura paranaense

Poetas e romancistas estão entre os escritores do Paraná que alcançaram reconhecimento nacional e internacional

  • Anderson Gonçalves, especial para a Gazeta do Povo
Paulo Leminski inventou um jeito próprio de fazer poesia e teve composições musicais gravadas |
Paulo Leminski inventou um jeito próprio de fazer poesia e teve composições musicais gravadas
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Os grandes nomes da literatura paranaense

Seja em versos ou em prosa, o Paraná está nas páginas de muitas obras literárias de destaque. Grandes nomes da literatura saíram do estado para ganhar destaque nacional e internacional, colecionando prêmios importantes e reconhecimento. A seguir estão alguns dos nomes mais consagrados da literatura paranaense, reconhecidos não apenas por seus leitores, mas também pela crítica e por grandes escritores.

Paulo Leminski

Um dos mais célebres poetas paranaenses, é dono de uma extensa e relevante obra. Inventou um jeito próprio de escrever poesia, preferindo poemas breves, muitas vezes fazendo haicais, trocadilhos ou brincando com ditados populares. Teve composições musicais gravadas por nomes como Caetano Veloso e Moraes Moreira.

Dalton Trevisan

Tão talentoso quanto enigmático, Dalton Trevisan é considerado um dos mestres brasileiros no gênero de contos. É autor de obras premiadas como ‘Novelas Nada Exemplares’ e ‘Cemitério de Elefantes’. Em 1996 recebeu o Prêmio Ministério da Cultura de Literatura pelo conjunto de sua obra. Totalmente avesso à mídia, não dá entrevistas e não se deixa fotografar.

Helena Kolody

Uma das poetisas mais importantes do Paraná, foi a primeira mulher a publicar haicais no Brasil, em 1941. Foi admirada por poetas como Carlos Drummond de Andrade e Paulo Leminski, com quem manteve uma grande relação de amizade. Fez parte da Academia Paranaense de Letras e tem em seu currículo mais de 20 obras publicadas.

Emilio de Menezes

Nascido em Curitiba, o jornalista e poeta Emilio de Menezes chegou a ser considerado o principal poeta satírico brasileiro depois de Gregório de Mattos. Com um trabalho voltado para a sátira, a ironia e com a temática da morte, foi o único representante do movimento parnasianista no Paraná . Foi eleito para ocupar uma cadeira na Academia Brasileira de Letras, mas faleceu antes de tomar posse.

Emiliano Perneta

Outro grande nome da poesia paranaense, começou influenciado pelo parnasianismo. Publicou artigos políticos e literários e passou a incentivar em Curitiba a leitura do escritor Baudelaire, fato marcante para o surgimento do simbolismo no Brasil. Após morar em São Paulo e Rio de Janeiro, voltou a Curitiba, onde foi aclamado ‘príncipe dos poetas paranaenses’.

Alice Ruiz

Foi casada com o poeta Paulo Leminski, mas não é apenas daí que advém sua fama. Escritora e tradutora de haicais, tem 19 livros publicados, entre poesias, traduções e uma história infantil. Compõe letras musicais, tendo mais de 50 músicas gravadas por parceiros e intérpretes. Lançou em 2005 seu primeiro CD, com participações de Zélia Duncan e Arnaldo Antunes.

Cristóvão Tezza

Um dos principais nomes da literatura paranaense contemporânea, publicou em 1988 o romance ‘Trapo’, que o tornou conhecido nacionalmente. Em 2007, o romance ‘O Filho Eterno’ recebeu o Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) de melhor obra de ficção do ano, sendo seguido de várias outras premiações.

Domingos Pellegrini

Nascido em Londrina, onde vive até hoje, Domingos Pellegrini é romancista, contista, cronista, poeta, jornalista e publicitário. As narrativas de tropeiros, mascates e viajantes na região Norte do Paraná são a base de seus contos e de seu universo romanesco. Entre suas obras destacam-se ‘O Caso da Chácara Chão’ e ‘O Homem Vermelho’, que receberam o Prêmio Jabuti.

E você, tem algum escritor paranaense preferido? Comente no formulário abaixo.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE