i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
EM CURITIBA

Fisioterapeutas vão parar atendimento de planos de saúde nesta sexta-feira (21)

Profissionais reclamam que operadoras de planos não cumprem normas da ANS para pagamento de procedimentos

  • PorRodrigo Batista
  • 20/08/2015 19:36

Os fisioterapeutas e clínicas de fisioterapia de Curitiba farão nesta sexta-feira (21) uma paralisação no atendimento a clientes de pelo menos dez planos de saúde que, segundo a Associação Paranaense de Prestadores de Serviço de Fisioterapia (APFisio), não cumprem normas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para o pagamento de serviços dos profissionais. Eles cobram mais fiscalização por parte da ANS.

Com a paralisação, os serviços agendados para esta sexta-feira estão suspensos em pelo menos dez operadoras e cooperativas de planos de saúde. Os clientes que não receberão atendimento devem entrar em contato com as operadoras e cooperativas para a resolução do problema, segundo o presidente da APFisio, Francisco Hamilton Sens Junior. Ele não especificou quais são os planos que não serão atendidos.

Reclamações

Os fisioterapeutas reclamam que as normas da ANS para o pagamento de procedimentos realizados na fisioterapia não têm sido cumpridas. Com isso, os profissionais não recebem o que deveriam pela realização de consultas de fisioterapia e estimulação elétrica. “Temos que arcar com os custos”, reclama o presidente do órgão.

Outra reclamação gira em torno da falta de reajuste para o pagamento aos fisioterapeutas. “Apenas uma operadora aqui de Curitiba ofereceu reajuste de 0,6% sobre a tabela de procedimentos dela. E os valores que ela tem estavam congelados desde 1992”. Os fisioterapeutas cobram reajuste conforme o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) anual.

A manifestação dos profissionais da área está marcada para as 10h desta sexta-feira em frente à sede regional de Curitiba da ANS, na Alameda Dr. Carlos de Carvalho.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.