Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Cidade espanhola  de Alcobendas recebeu a primeira ponte com impressão em 3D do mundo. É uma estrutura só para pedestres | Divulgação/Prefeitura de Alcobendas
Cidade espanhola de Alcobendas recebeu a primeira ponte com impressão em 3D do mundo. É uma estrutura só para pedestres| Foto: Divulgação/Prefeitura de Alcobendas

Na última quarta-feira (14), a cidade de Alcobendas, ao norte de Madri, na Espanha, inaugurou a primeira ponte com impressão 3D do mundo, exclusiva para pedestres. A estrutura tem 12 metros de comprimento e quase dois de largura, é feita de concreto e permite a travessia de um canal no parque Castilla-La Mancha. A empresa responsável pela execução da façanha chama-se Acciona, e o projeto é do Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha (IAAC), que se inspirou nas formas orgânicas da natureza para o projeto – há quem diga que a estrutura também lembra as formas do arquiteto catalão Antoni Gaudí. Há quem tenha achado o projeto horrível!

Por se tratar de uma nova experiência, a primeira ponte com impressão 3D não teve custos para Alcobendas. Veja o vídeo (em espanhol) da emissora local Nortevisión Madrid:

LEIA MAIS sobre o Futuro das Cidades

Pontes para pedestres e ciclistas, tendência ou frescura urbanística?

5 novas tecnologias que prometem revolucionar o canteiro de obras

Ponte construída por robôs

A tecnologia de impressão de 3D, que permite a fabricação de peças e objetos para usos diversos em poucos minutos, utilizando laser e materiais como o plástico, promete mesmo revolucionar as construções nos próximos anos. Em Amsterdã, na Holanda, há uma iniciativa em andamento ainda mais ousada que a primeira ponte com impressão 3D do mundo. Uma empresa de engenharia chamada MX3D lançou, ainda em 2015, a ideia de uma ponte que se construirá sozinha.

A impressão é feita por robôs multiaxiais industriais (parecidos com aqueles que as montadoras de veículo utilizam). “Ao trabalharmos com seis robôs-axis industriais nós não estamos mais limitados a uma caixa quadrada onde tudo acontece. Imprimir uma ponte funcional e de escalas reais é, claro, a maneira ideal de mostrar as possibilidades infinitas dessa técnica”, disse o diretor técnico da empresa, Tim Geurtjens, no material de divulgação distribuído à imprensa na época.

Segundo sites especializados em estruturas de metal, como o MetalMiner, e outros que falam sobre design e impressão 3D, como o Spar3D, a experiência em si começará em 2017. E a demora se explica pelas características e obstáculos que esse tipo de tecnologia ainda tem que superar.

Parte do encanto e das razões por trás da perfeição com que peças para diferentes propósitos são feitas, isso também só ocorre hoje com peças de pequena proporção. Em outras palavras, como explica o site Spar3D, você não consegue hoje imprimir nada que seja maior que a própria impressora. Construir a ponte de Amsterdã é mesmo, portanto, um grande desafio.

Veja o vídeo (em inglês) da MX3D sobre o projeto:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]