i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Conferência

Crise afetou discussões na Rio+20, afirma Cozendey

O secretário de Assuntos Internacionais acredita, porém, que o documento da conferência seja apenas um ponto de partida, que ajude a definir onde empregar recursos no futuro

  • PorAgência Estado
  • 22/06/2012 12:52

A crise internacional prejudicou a discussão sobre o financiamento de iniciativas para o desenvolvimento sustentável previstas no documento da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. A opinião é do secretário de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda, Carlos Augusto Cozendey.

"É evidente que toda a discussão de financiamento internacional hoje está contaminada pela situação de crise", declarou Cozendey. "Alguns dos países que sempre foram grandes contribuintes da cooperação internacional hoje estão com uma situação fiscal muito difícil, então é claro que isso tem um impacto negativo."

O secretário acredita, porém, que o documento da conferência seja apenas um ponto de partida, que ajude a definir onde empregar recursos no futuro. "Embora não saia daqui amarradinho, ele (o documento) vai ser fundamental. É uma maneira de coletivamente o globo definir para onde a gente vai, para onde os recursos devem ir."

Êxito em conscientização social Mais do que levar a acordos específicos, a Rio+20 tinha o papel de promover a conscientização da sociedade. O secretário Carlos Márcio Cozendey ajudou a coordenar a participação da Pasta na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, no Rio de Janeiro.

"Nós pensamos, vamos fazer dessa conferência um grande festival, onde queremos não só os governos trocando opiniões, mas também trazer todo tipo de organização da sociedade civil, com a noção de que essa conferência, mais do que acordos específicos, tinha que ter uma tomada de consciência nos mais variados níveis da sociedade", afirmou Cozendey.

Na avaliação do secretário, a conferência cumpriu o objetivo de alertar a sociedade para o caminho do desenvolvimento sustentável. "Depois da mobilização que teve na esplanada dos ministérios, em Brasília, mesmo os setores menos atentos a essa temática, a partir daqui, vão ter que contar com esse novo campo de preocupação."

O secretário participou nesta sexta-feira da apresentação do documento Visão Brasil 2050, do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), que propõe uma nova agenda de negócios para o país.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.